Publicidade
Manaus
SAÚDE

Susam parcela salários atrasados de terceirizados da gestão David Almeida

Acordo entre cooperativas e o Governo é pagar o mês de outubro no dia 11 de dezembro. Segundo profissionais, Estado deve aproximadamente R$ 311 milhões 24/11/2017 às 07:16 - Atualizado em 24/11/2017 às 08:45
Show show 28 de agosto
Foto: Arquivo/AC
acritica.com Manaus (AM)

Os pagamentos atrasados das empresas terceirizadas da saúde relativos à gestão do ex-governador David Almeida (PSD) serão parcelados e vão começar a ser efetivados entre os dias 18 e 22 de dezembro. A informação é da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), que também informou que o pagamento referente ao mês de outubro vai ser depositado no dia 11 do próximo mês.

O calendário é uma proposta às reivindicações de pelo menos 12 cooperativas que compõem o sistema de saúde do Amazonas e executam atividades médicas e de enfermagem.

Na reunião de quarta-feira (22), ficou definido que os pagamentos da gestão de David Almeida seriam iniciados somente em janeiro. No entanto, os profissionais cobravam que houvesse um repasse dos passivos anteriores também em dezembro. Há casos de empresas que não recebem desde julho deste ano.

De acordo com a Susam, nessa quinta-feira (23), a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) autorizou o parcelamento dos passivos. O parcelamento vai ser pago entre os dias 18 e 22 do próximo mês e se estenderá até o próximo ano.

Segundo representantes das empresas, a dívida da Susam com essas cooperativas chega a aproximadamente R$ 311 milhões. Neste mês de novembro, a secretaria afirmou que R$ 44 milhões foram pagos às empresas terceirizadas.

O representante da Cooperativa dos Anestesiologistas do Amazonas (Coopanest), empresa terceirizada com profissionais de anestesia, Pedro Cordeiro, afirmou que 170 profissionais estão prejudicados com os atrasos do Governo. “Amanhã (hoje) teremos outra reunião com a Susam para ouvir o que eles têm a dizer. É uma situação muito complicada e está afetando todos os profissionais de saúde”.