Publicidade
Manaus
ZONA LESTE

Taxista sofre sequestro relâmpago durante corrida e é abandonado em ramal

Caso ocorreu no último sábado (16) no bairro Puraquequara, na Zona Leste de Manaus. Três homens são suspeitos do crime. Após sequestro, homem ainda teria sofrido um assalto 18/09/2017 às 20:53
Show remanso
Crime ocorreu em ramal no bairro Puraquequara (Foto: Reprodução/TV A Crítica)
acritica.com Manaus (AM)

Um taxista de 37 anos afirma ter sofrido um sequestro relâmpago na manhã do último sábado (16) em um ramal no bairro Puraquequara, Zona Leste de Manaus. Segundo informações da TV A CRÍTICA, três homens não identificados são suspeitos do crime.

O crime ocorreu no último sábado por volta das 9h no ramal Remanso do Boto. Conforme depoimento prestado a polícia, o taxista trabalhava no bairro Mauazinho, Zona Sul de Manaus, quando três homens solicitaram uma corrida. Depois disso, ele afirma não se lembrar de mais nada após ter seguido por alguns quilômetros.

“Só lembro de uma mão no meu rosto. Depois disso, só lembro quando acordei no porta-malas debilitado e espancado”, disse ele.

De acordo com o taxista, ele foi deixado dentro do veículo no ramal. Após 50 minutos gritando por socorro, um homem em uma motocicleta teria parado no local.

“Percebi que tinha gente fora porque ouvia sandálias arrastando. Pedia que pelo amor de Deus, me tirasse dali. Ele disse ‘não vou te matar, vou te ajudar’. Ouvia ele vasculhando e revirando o carro. Depois que ele me tirou do porta-malas, me botou no chão, colocou a moto em cima de mim e pediu dinheiro”, disse o taxista à TV A Crítica, que foi encontrado na tarde de sábado. 

Nenhum suspeito foi identificado até o momento. O caso foi registrado pela Polícia Civil.