Publicidade
Manaus
Manaus

Taxistas querem veículos com ligação direta com o Ciops

Sindicato dos Taxistas quer a implantação de um sistema de monitoramento por GPS nos veículos e vigilância da Polícia Militar 01/12/2012 às 09:23
Show 1
Apenas três taxistas de Manaus dotaram os veículos com a cabine blindada
jornal a crítica ---

Após realizarem diversos protestos contra a violência e a Prefeitura de Manaus sancionar uma lei que prevê a utilização de cabine para a segurança de taxistas, agora, a categoria pretende buscar outro meio para evitar assaltos dentro dos carros.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas do Amazonas, Luís Augusto Aguiar, a categoria quer apoio do governo estadual para implantar um sistema de monitoramento via GPS e interligado ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).

“Esse sistema permitirá que o carro seja filmado internamente e as imagens sejam acessadas pelo Ciops. Estamos elaborando um projeto para apresentar ao governador Omar Aziz e pretendemos falar com ele até o final deste ano. Caso contrário, ainda no início de 2013 vamos apresentar esse projeto”, disse Aguiar. Segundo ele, atualmente são 4.041 taxistas permissionários e três mil auxiliares trabalhando no sistema.

CabineO presidente do Sintaxi disse ainda, que a baixa adesão por parte dos permissionários às cabines blindadas motivou a sugestão do novo sistema de monitoramento. “Até hoje, somente três carros instalaram as cabines blindadas. Os taxistas têm dificuldades para instalar porque a linha de crédito liberada pelo Governo Estadual é liberada apenas ao permissionário e não ao auxiliar, que é quem trabalha no veículo”, falou.

Segundo informações da categoria, equipar um veículo com cabine blindada custa cerca de R$ 6 mil. Governo do Estado disponibilizou R$ 10 milhões em linha de crédito para que os taxistas pudessem adquirir as cabines. O pagamento é facilitado com mensalidades em torno de R$ 100.

Já a prefeitura sancionou no dia 28 de junho, a Lei 1.678 que dispõe sobre a utilização de cabine de segurança blindada nos veículos destinados à exploração deste tipo de serviço.