Publicidade
Manaus
Manaus

TCE aplica multas de R$ 7,8 milhões em políticos do AM

Valor será cobrado de 58 prefeitos e 53 presidentes de Câmaras Municipais que deixaram de enviar documentos à corte que atrapalham o trabalho de fiscalização realizado pelo Tribunal 18/12/2012 às 09:18
Show 1
Plenário do TCE-AM decidiu que infrações cometidas pelos prefeitos e vereadores devem ser enviadas ao Ministério Público
kleiton renzo ---

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) aplicou nesta segunda-feira (17), a 58 prefeitos e  53 presidentes de Câmaras Municipais do interior, multas no valor total de R$ 7,8 milhões, referentes à falta de envio ou envio fora do prazo, do Relatório de Gestão Fiscal (RGF) e do Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), do  exercício de 2011.

Os processos serão enviados ao procurador-geral de Justiça, Francisco Cruz, para que seja apresentada denúncia contra os gestores ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). As informações sonegadas pelos prefeitos e presidentes de câmaras atrapalha o trabalho de fiscalização realizado pelo TCE-AM.

Somente as prefeituras dos Municípios de Itacoatiara, Manaquiri, Silves e Manaus enviaram dentro do prazo o RGF.

A multa de valor mais elevado, R$ 96 mil, foi aplicada contra o  prefeito de Lábrea, Gean Campos (PMDB). Também inadimplentes, foram multados os prefeitos de Tefé, Jucimar Veloso (R$ 94 mil); de Codajás, Agnaldo Dantas (R$ 92 mil); de Novo Airão, Leosvaldo Migueis (R$ 90 mil); de Tabatinga, Saul Nunes (R$ 87 mil); de Boca do Acre, Maria das Dores, (R$ 87 mil); de Rio Preto da Eva, Fúlvio Pinto (R$ 82 mil); de  Jutaí, Asclepíades de Souza (R$ 81 mil); de Boa Vista do Ramos, Marlon Trindade (R$ 76 mil); de Urucurituba, Edivaldo Araújo (R$ 72 mil). Todos não enviaram os documentos.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).