Publicidade
Manaus
Manaus

TCE nega provimento a recursos de ex-prefeitos de Coari (AM)

No caso de Adail Pinheiro, ele teve as contas de 2004 julgadas pelo colegiado, que lhe aplicou multa de R$ 72 mil por diversas irregularidades 22/03/2012 às 15:39
Show 1
Adail Pinheiro, ex-prefeito de Coari
acritica.com Manaus

O pleno do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) negou, nesta quinta-feira (22), o provimento dos recursos dos ex-prefeitos de Coari e do Careiro, Adail Pinheiro e Joel Lobo, respectivamente. Os dois tentavam reverter decisões desfavoráveis da corte contra eles. Ambos ainda podem recorrer da decisão, ocorrida nesta manhã, na sessão ordinária.

No caso de Adail, ele teve as contas de 2004 julgadas pelo colegiado, que lhe aplicou multa de R$ 72 mil por diversas irregularidades. O conselheiro Júlio Cabral considerou os argumentos do ex-prefeito insuficientes, além de ex-gestor não ter apresentado documentos que embasassem suas justificativas. A negativa ao recurso foi à unanimidade.

Joel Lobo recorria da decisão do pleno que lhe aplicou sanção, com contratações irregulares em 2002, quando ele administrava o município.

Na sessão desta quinta-feira, foram julgados, ao todo, 47 processos, entre recursos, contas e tomada de contas. O ex-prefeito de Tonantins, Jorge Amazonas Azevedo, por exemplo, teve as contas consideradas irregulares. O TCE lhe aplicou multa de R$ 99 mil por diversas irregularidades. Na mesma esteira, o ex-prefeito de Japurá, Raimundo Matias, também teve as contas consideradas irregulares e foi multado em R$ 5 mil.

Outro gestor que foi multado e teve as contas reprovadas foi o ex-prefeito de Amaturá, Luiz Perreira. O conselheiro Ari Moutinho apontou diversas irregularidades na prestação de contas e o multou em R$ 17 mil. A próxima sessão do pleno acontece na próxima quinta-feira (29).