Publicidade
Manaus
Manaus

TCU libera processo licitatório que transformará HUGV em hospital-referência

De acordo com a proposta, o HUGV atenderá a população e ofertará aos alunos ensino qualificado, tanto da graduação como da residência médica. Atualmente, o hospital atende pacientes do Amazonas e estados vizinhos. 10/09/2012 às 22:15
Show 1
Com as obras, o HUGV terá estrutura física dez vezes maior que a atual.
acritica.com* ---

O arquivamento do processo licitatório da obra que transforma o Hospital Universitário Getúlio Vargas em hospital-referência foi suspenso. O anúncio foi feito pela reitora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Márcia Perales, nesta segunda-feira (10), durante entrevista coletiva.

Foi quase um ano de interlocução junto ao TCU. A Ufam afirma que isto aconteceu porque o custo original do projeto, aproximadamente 94 milhões, sofreu redução de 10%. A alegação do TCU era de que havia sobrepreço em alguns itens do projeto. Entretanto, com a adequação de algumas planilhas, o TCU avaliou que a UFAM atendeu rigorosamente ao que foi solicitado pelo órgão.

“Agora, só temos que nos preocupar com a republicação do edital, fazer a análise das empresas, contratar a melhor e tocar a obra”, declarou a reitora.

Novo HUGV

De acordo com a proposta, o HUGV atenderá a população e ofertará aos alunos ensino qualificado, tanto da graduação como da residência médica. Atualmente, o hospital atende pacientes do Amazonas e estados vizinhos.

Com as obras, o HUGV terá estrutura física dez vezes maior que a atual. Contará com clínica cirúrgica, médica, pediátrica, ginecologia e obstetrícia. Destaque para uma das primeiras salas híbridas de cirurgia do país, para a realização de cirurgias assistidas por equipamentos de imagens.

Para o vice-diretor do HUGV, Rubem Júnior, a construção do novo hospital universitário, faz parte da atual política do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação para que todos os hospitais universitários sejam equipados com o que há de melhor. “Esse espaço físico dará qualidade de assistência a todo cidadão da região norte. Nós vamos poder oferecer o mesmo tipo de terapêutica que existe nos melhores centros de saúde do país”, destacou ele.

O prazo para o término das obras do novo HUGV é de 36 meses a partir do início da construção.


*Com informações de assessoria