Publicidade
Manaus
Cotidiano, Paralisação, Unip, Direitos Trabalhistas, MPT/AM

Técnicos da Unip em Manaus paralisam as atividades por questões trabalhistas

Grupo exige a equiparação salarial com os colaboradores da matriz em São Paulo; vale alimentação; bolsa de estudo integral; plano de saúde; desconto legal do vale-transporte; além de aquisição de medicamentos por meio de vale farmácia 30/01/2013 às 15:41
Show 1
Funcionários reunidos em frente ao campus da instituição em Manaus
acritica.com Manaus

Técnicos administrativos da Universidade Paulista (Unip), do campus Manaus, paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (30), para reivindicar melhorias trabalhistas na referida instituição de ensino, localizada no bairro Parque 10 de Novembro, na Zona Sul da cidade.   

Entre as exigência do grupo estão a equiparação salarial com os colaboradores da matriz em São Paulo; vale alimentação; bolsa de estudo integral; plano de saúde; desconto legal do vale-transporte; além de aquisição de medicamentos por meio de vale farmácia.

De acordo com os funcionários, a maioria trabalha 8 horas por dia na instituição, mas sem direito a vale-alimentação. O caso já teria sido comunicado ao Ministério Público do Trabalho (MPT 11ª Região), mas nada teria sido feito até o momento.

Aproximadamente 160 técnicos a – maioria de nível superior -, atuam na Unip-Manaus, em diversas áreas como tesouraria, secretaria, manutenção, laboratório, conservação, entre outras.

Reunião
Nesta quinta-feira (31), os técnicos administrativos da Unip deverão ser reunir pela parte da tarde com o diretor-geral da instituição Wilson Malavazi, que estaria vindo de São Paulo para tratar de algumas questões no campus Manaus, e também irá atender os funcionários.

A princípio, uma das reivindicações do grupo, a de equiparação salarial teria sido atendida. As demais deverão ser negociadas na reunião desta quinta-feira.