Publicidade
Manaus
Cotidiano, Rede Elétrica, Árvores, Semmas, Poda, Amazonas Energia

Técnicos que podam árvores em conflito com a rede elétrica recebem capacitação

Curso oferecido pela Semmas aos funcionários de empresas terceirizadas da Eletrobras Amazonas Energia terá comom base as diretrizes do Plano Diretor de Arborização Urbana de Manaus 25/11/2012 às 16:43
Show 1
Poda nas árvores em conflito com a rede elétrica deve ser feita de forma adequada, para não comprometer a saúde da árvore
acritica.com Manaus

Com a finalidade de promover um nivelamento de conhecimentos e melhorar a qualidade do trabalho de manutenção da arborização urbana em conflito com a rede elétrica, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) realiza na próxima quarta-feira (28) um curso de capacitação voltado para técnicos que trabalham nas empresas terceirizadas da Amazonas Energia, contratadas para realizar esse tipo de serviço em Manaus.

O curso terá quatro horas de duração e visa repassar noções básicas dos procedimentos de poda, informações sobre as diferentes espécies encontradas nas vias urbanas e o que prevê o Plano Diretor de Arborização Urbana de Manaus sobre o assunto.

As aulas serão ministradas pela engenheira florestal e mestre em Ciências Florestais Maria Eliane Ramos de Souza, com um total de 25 participantes.

A realização do curso foi uma necessidade sentida pela própria empresa terceirizada, em atualizar conhecimentos dos funcionários, principalmente os recém-contratados, como forma de evitar falhas de conduta nesses procedimentos.

Sem o devido conhecimento, esses trabalhadores podem incorrer em falhas na execução do serviço, o que pode comprometer severamente a condição de saúde de algumas árvores. A poda em situações de conflito com a rede elétrica deve ser feita com equipamento adequado e obedecendo procedimentos para que preservem a segurança dos operadores, bem como a saúde da árvore.

“Um dos principais ensinamentos é o de que uma poda ideal é aquela em que após a execução ela não é percebida, e como regra não se deve retirar mais de 30% do volume da copa da árvore, pois pode comprometer a estabilidade e a própria sobrevivência da árvore”, explica o diretor de Arborização e Paisagismo da Semmas, Heitor Liberato.

O curso acontecerá no auditório do Parque Municipal do Mindu, localizado no bairro Parque Dez de Novembro, na Zona Centro-Sul de Manaus,  a partir das 14h, contando com parte teórica e prática – prevista para ser realizada na área do entorno do Parque do Mindu.