Publicidade
Manaus
Manaus

Trabalhadores fazem protesto e reivindicam direitos, em Manaus

De acordo com o líder do movimento, Marcelo Alves, as atividades do setor foram paralisadas para chamar a atenção das entidades patronais. A categoria reivindica direitos trabalhistas 12/07/2012 às 09:26
Show 1
Manifestantes prestam serviços terceirizados à Reman
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

Cerca de 600 prestadores de serviços para a Refinaria de Manaus (Reman) fizeram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (11) em frente à sede da destilaria de petróleo, localizada no Distrito Industrial, Zona Sul, reivindicando direitos trabalhistas.

De acordo com o líder do movimento, Marcelo Alves, as atividades do setor foram paralisadas para chamar a atenção das entidades patronais. “Toda a categoria veio aqui, paralisamos os serviços das empresas Estrutural e Manserv e queremos uma resposta destes empregadores”, disse.

Os trabalhadores protestam contra decisões empresarias como rescisão sem aviso prévio, falta de indenizações e a não entrega de cestas básicas, além de pedirem revisão salarial. “Alguns empregados estão sendo obrigados a assinar a prorrogação de contrato de trabalho sem receberem os benefícios anteriores pelos serviços prestados”, afirmou Alves.

Resposta
Os manifestantes foram atendidos por coordenadores das atividades das empresas, mas ainda não entraram em nenhum acordo. Eles devem continuar a manifestação na manhã desta quinta-feira (12). As atividades continuarão paralisadas. O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintracomec) informou que na manhã desta quinta-feira haverá uma reunião com os empresários visando discutir soluções para as reivindicações da categoria em questão.

Empresas

Por meio de nota oficial a Manserv informou que antes do início das atividades dos seus colaboradores, foi assinado um Acordo Coletivo com o sindicato da categoria no dia 11 de junho de 2012. O acordo estipula, entre outros benefícios, um abono indenizatório. O departamento Jurídico da empresa disse que está adotando as medidas judiciais cabíveis perante o Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região - Amazonas (TRT11), visando cessar o movimento paredista deflagrado de forma ilegal.

Já o grupo empresarial Estrutural informou que vai enviar nota de posicionamento, após o levantamento das informações.

Produção
Pertencente à Petrobras, a Refinaria de Manaus tem capacidade instalada para produzir com mão de obra local, aproximadamente, 45 mil barris por dia. Os principais produtos são gás de cozinha, gasolina, querosene, querosene de aviação, diesel, óleos combustíveis, asfaltos e álcool.