Publicidade
Manaus
Manaus

TRE-AM apreende 10 computadores no Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas

A operação encabeçada pelo juiz responsável pelas eleições 2012, Abraham Peixoto, apreendeu cerca de 10 computadores de funcionários do sindicato. Representantes do sindicato acreditam que a operação foi motivada por denúncias feitas por pessoas ligadas ao candidato à prefeitura de Manaus, Artur Neto (PSDB) 03/08/2012 às 12:53
Show 1
Sede do sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, localizada na rua Dr. Machado, Centro de Manaus
JOELMA MUNIZ Manaus

A sede do sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, localizada na rua Dr. Machado, Centro de Manaus, foi alvo na manhã desta sexta-feira (3), de uma intensa fiscalização do Tribunal Regional eleitoral (TRE-AM).

A operação encabeçada pelo juiz responsável pelas eleições deste ano, Abraham Peixoto, apreendeu cerca de 10 computadores de funcionários do sindicato. A ação contou com o apoio das polícias Federal e Militar, sendo considerada por representantes dos metalúrgicos como “exagerada”.

“Eles tinham um mandado de busca e apreensão para apenas dois computadores, o da assessoria de impressa e o da direção, mas, levaram todas as máquinas do sindicato”, disse o assessor de imprensa dos metalúrgicos, George Cúrsio.

Sobre a motivação para a ação, o assessor de imprensa disse em conversa com a reportagem do portal acritica.com, que acredita que a fiscalização foi motivada por denúncias feitas pela a equipe do candidato a prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB). De acordo com George, os fiscais do TRE-AM, estavam em busca de materiais de campanha das eleições de 2010.

“Acredito que eles acham que poderíamos usar esse tal material contra eles. Os candidatos precisam entender que somo um sindicato, e que não estamos na coligação partidária da candidata Vanessa Grazziontin (PCdoB), o Partido dos Trabalhadores só faz parte de coligação na candidatura majoritária, para a eleição proporcional estamos sozinhos, não existe a possibilidade de usarmos jogo sujo”, ressaltou.