Publicidade
Manaus
NO TARUMÃ

Três homens são presos suspeitos de sequestrar e agredir rapaz de 28 anos

Para a polícia, trio afirmou que prendeu rapaz no porta-malas de carro porque ele praticava roubos. O grupo foi detido após perseguição no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus 21/01/2018 às 18:03 - Atualizado em 21/01/2018 às 18:30
Show trio
Fotos: Divulgação
Danilo Alves Manaus (AM)

Três homens foram presos na tarde deste domingo (20) suspeitos de sequestrar, agredir e manter trancado em porta-malas um rapaz de 28 anos na comunidade Rio Solimões, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus. O trio foi detido após perseguição com a Polícia Militar (PM), conforme o tenente Cristiano Machado, da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Segundo o PM, por volta das 14h45, os policiais avistaram o carro modelo Gol, de placa NOX-4797, cor vermelha, em atitude suspeita na Rua Praia de Icaraí, também no bairro Tarumã. Durante a abordagem, os suspeitos tentaram fugir.

“Ao aproximar a viatura do veículo, eles resistiram à abordagem policial. Nós iniciamos a perseguição, mas após alguns minutos, nós conseguimos pegá-los em uma rua próxima”, explicou.


 

Ainda conforme Cristiano, o trio não estava armado e o veículo não tinha restrição de roubo, no entanto, dentro do porta-malas do veículo, havia um homem de 28 anos, que não teve a identidade revelada, com vários hematomas no rosto, braços e pernas.

“Ele estava amarrado com as mãos para trás, deitado no porta-malas. Ele estava em estado de choque, mas conseguia falar. Todos foram levados à delegacia”, contou.

No 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), os suspeitos foram identificados como Jonas Rodrigues da Silva, 29, Júnior Paiva Lima, 34, e Railson da Silva Marques, 23.

Para a polícia, eles informaram que prenderam o homem no porta-malas porque a vítima praticava roubos pela comunidade.

“A vítima negou e disse que foi até a boca de fumo comprar drogas, quando um morador da comunidade começou a gritar dizendo que ele era ladrão. Os ‘donos’ da boca eram os três. Por isso foi que eles amarraram o sujeito e ainda o agrediram”, informou o tenente Cristiano.

Jonas, Júnior e Railson devem responder pelos crimes de sequestro e cárcere privado e ficar à disposição da justiça.

Publicidade
Publicidade