Publicidade
Manaus
TRANSPORTE

Uber começa a operar em Manaus nesta quarta com tarifa mais baixa que Belém e SP

Aplicativo de transporte que atua em 50 cidades do País vai funcionar na capital amazonense a partir das 14h desta quarta-feira 11/04/2017 às 18:00 - Atualizado em 11/04/2017 às 18:53
Show uber manaus foto tarso sarraf 58
Uber tem 50 mil motoristas cadastrados no País e teve 13 milhões de usuários ativos no ano passado (Foto: Tarso Sarraf / Divulgação)
Dante Graça Manaus (AM)

A partir das 14h desta quarta-feira (12), Manaus vai começar a contar com os serviços da Uber, o principal aplicativo de transporte em uso no mundo.  O anúncio foi feito pelo diretor-regional da Uber para a Região Norte, Henrique Weaver. O serviço chega com valores mais baixos que os praticados em cidades como São Paulo e Belém, conforme dados da empresa.

A Uber é uma empresa de tecnologia que desenvolveu um aplicativo que conecta usuários e motoristas, fundada em 2010 e em operação no Brasil desde 2014. Manaus é a segunda capital do Norte do País a contar com o serviço - Belém foi a primeira.

De acordo com Henrique Weaver, a intenção do aplicativo é ser um "parceiro da cidade". "A gente está há um tempo aqui, estudando a cidade, e vendo como conseguir agregar valor a Manaus. Sentimos um interesse muito grande nas últimas semanas, não só dos motoristas parceiros como do público em geral", afirmou ele.

Conforme os dados da empresa , a tarifa em Manaus terá um preço base de R$ 1,50, somados a R$ 1,15 por quilômetro e mais R$ 0,15 por minuto.   De acordo com Henrique Weaver, o valor não é o mesmo de outras cidades, uma vez que a realidade local é levada em consideração na hora de se estipular os valores a serem cobrados.

"Não usamos um padrão no Brasil, fazemos um preço específico para cada cidade,  considerando a economia da cidade, preço do combustível e valor de manutenção dos automóveis", afirmou ele.

A título de comparação a tarifa em São Paulo tem preço base de R$ 2, acrescidos de R$ 1,40 por quilômetro e R$ 0,26 por minuto. Em Belém, o preço-base é o mesmo de Manaus -R$ 1,50 -, mas os valores por quilômetro e minutos - R$ 1,25 e R$ 0,20, respectivamente - também são maiores que o da capital amazonense.

Inicialmente, os pagamentos em Manaus estarão disponíveis somente no cartão de crédito. Mas após a fase inicial de operação na cidade, será permitido o pagamento em dinheiro.

Atualmente, a Uber tem cerca de 50 mil motoristas cadastrados no País e, no ano passado, contou com 13 milhões de usuários ativos. 

UberX

A empresa não revela com quantos motoristas irá iniciar a operação na capital amazonense, mas garante que irá atender  toda a capital. Por enquanto, ainda não haverá a operação nos modelos UberPool, onde até três passageiros podem ocupar o mesmo carro, e Uber Select, com carros de maior padrão e tarifa cerca de 20% mais cara.

O único modelo em funcionamento será o UberX, onde podem operar carros do ano de 2008 em diante, com quatro portas, cinco lugares e ar-condicionado. "Andar sem ar-condicionado em Manaus seria difícil", brincou o diretor da empresa.

Segurança

De acordo com Henrique Weaver, segurança é um tema que a empresa "investe bastante do nosso tempo". Para isso, foram desenvolvidas etapas que permitam dar segurança tanto ao usuário quanto ao motorista.

A primeira delas é que todos os motoristas passam por um procedimento chamado pela empresa de "checagem de segurança" - uma investigação sobre os antecedentes criminais de quem deseja trabalhar como parceiro da Uber.

Durante a corrida, o aplicativo também permite que a central da empresa acompanhe o caminho do veículo. O usuário pode, também, compartilhar a rota de sua viagem com outra pessoa interessada, para que ela acompanhe todo o trajeto.

Veja vídeo detalhando os procedimentos de segurança do app

 

Complemento de renda

Referindo-se o tempo todo aos motoristas como "parceiros", Henrique Weaver explicou que a Uber aparece no País como uma alternativa de renda neste momento de crise no País.

De acordo com ele, é perfil comum nas 50 cidades do Brasil onde a Uber opera motoristas que possuem seus trabalhos fixos e usam a plataforma para obter uma renda extra. "Temos uma pluralidade de motoristas parceiros e é isso que agrega valor para a plataforma", defendeu.

Para ser motorista da Uber, é preciso efetuar o cadastro no site da empresa, ou ir ao escritório instalado no Hotel Blue Tree Premium, na av. Jornalista Umberto Calderaro Filho, 817, Adrianópolis, na Zona Centro-Sul de Manaus.  

Os motoristas, esclarece o diretor, não possuem qualquer vínculo com a empresa. Eles dirigem seus próprios carros e contratam os serviços da Uber, que oferece a plataforma que conecta os motoristas e usuários que buscam por carros.

Passo a passo para o cadastro de motoristas

* Ter um carro que atenda as especificações da categoria UberX

*Carteira de motorista com observação de que exerce atividade remunerada - o processo pode ser feito no Detran-AM

* Documentos do veículo em dias

*Passar pela checagem de segurança

Uber x Taxistas

Logo que chegou ao Brasil, a Uber encontrou muita resistência por parte dos taxistas. Em algumas cidades como Rio e São Paulo, houve até conflitos e muitos protestos com violência. Evitando polêmicas, Weaver afirmou que não espera cenário parecido em Manaus.  "A classe de taxistas é de trabalhadores, de gente de bem,  e a gente não espera nenhum evento negativo desses em Manaus", sintetizou ele,  acrescentando que não enxerga os taxistas como concorrente da plataforma.

"Nosso maior concorrente é o carro particular. Um carro particular passa 94%do tempo parado em algum lugar. O que a gente quer estimular é que as pessoas deixem seus carros para andar de Uber", afirmou ele, elencando as vantagens de aderir ao serviço. "As pessoas conseguem ter vantagem econômica, parando de pagar gasolina, IPVA, e conseguem usar melhor o tempo delas. Dá para s deslocar falando no telefone, resolvendo alguma coisa, é muito mais eficiente que ter seu próprio carro".