Publicidade
Manaus
Manaus

UEA mapeia áreas de risco de Manaus

Projeto da Universidade Estadual do Amazonas prevê o mapeamento de todas as zonas da cidade que sofrem com o período de chuvas 23/01/2012 às 19:55
Show 1
A intenção é que as alagações sejam evitadas
Acritica.com Manaus

Um estudo sobre as áreas de risco de Manaus deve resultar em um mapeamento de áreas que são passíveis de sofrer inundações de igarapés e desmoronamentos de encostas. O projeto é realizado por alunos da Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

O mapeamento começou a ser usado em janeiro deste ano e auxiliará nas atividades da Defesa Civil, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiro. Ao todo, R$ 35 mil foram destinados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para a realização do estudo.

O projeto vai contar com estações meteorológicas e hidrológicas para medir o nível das águas dos igarapés Passarinho, na Zona Norte, e Mindú, que corta a cidade no sentido nordeste-sudeste, e são considerados um dos cursos d’água de maior volume e extensão da capital.

Mais de 20 pontos de coleta de dados foram espalhados pelas seis zonas da cidade. Cada ponto possui um pluviômetro, além de duas estações meteorológicas e hidrológicas, uma para cada bacia dos igarapés estudados.

O estudo tem duração de dois anos, e depois de concluída a pesquisa, o programa e o mapa ficarão a cargo da Defesa Civil. Já os equipamentos e dados serão utilizados por alunos e professores da UEA em aulas e pesquisas sobre o regime de chuvas em Manaus.