Publicidade
Manaus
VENDA DE DOCES

Universitária encontrou no doce a solução para seus problemas financeiros

Desempregada, com filha prematura e mensalidades da faculdade para pagar, ela encontrou a luz no fim do túnel ao criar o 'Jiovanna Brownie’s' 01/08/2017 às 16:20 - Atualizado em 01/08/2017 às 16:22
Show 1254911
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
Luana Gomes Manaus (AM)

“Se a vida te der limões, faça uma limonada”. A acadêmica de Direito Rebeca Paiva Monteiro, 24, seguiu o ditado à risca, só que ao invés de limonadas, resolveu produzir brownies. Desempregada, com filha prematura e mensalidades da faculdade para pagar, ela encontrou a luz no fim do túnel ao criar o “Jiovanna Brownie’s” no dia 08 de agosto de 2014.

O nome da empresa é em homenagem a sua pequena, que nasceu dez dias antes. Na época, Rebeca cursava o 6° período de Direito em uma instituição privada e tinha acabado de ter a filha. “Trabalhava numa concessionária de máquinas e ganhava um salário mínimo. Como minha filha nasceu prematura, tive que sair do emprego pra cuidar dela. E a mensalidade da faculdade custava em torno de R$ 1.150. Pensei que teria que desistir do curso por não ter renda”, destacou.

Foi então que a mãe dela deu a dica: fazer o prato que mais amava para vender. Assim surgiu a primeira produção de brownies. Mesmo sendo uma ‘negação’ na cozinha, como ela mesma admite, Rebeca sempre gostou de fazer o doce, a partir de uma receita da avó. O que ela não imaginava era que o que mais gostava de comer também seria o que mais auxiliaria sua vida financeira. “Comecei a vender para familiares e amigos. Quando começaram as aulas, levei para vender na faculdade. Na primeira semana de vendas consegui o valor da mensalidade”, pontuou.

No início, a futura bacharel em Direito vendia aproximadamente 200 unidades por semana. Em um ano e cinco meses construiu uma cozinha industrial com o dinheiro dos brownies. Quando se deu conta, já contava com dez revendedores. A primeira revendedora continua com ela até hoje e garante uma renda de R$ 400 por semana. “É muito bom. Hoje eu não só me ajudo como ajudo outras pessoas”, ressaltou.

O sucesso foi tanto que até a faculdade de Odontologia da irmã Thaís Paiva, 21, ela conseguiu custear. Thaís forma ano que vem e também vende na faculdade, além de auxiliar no tempo livre. A irmã a ajuda no corte e nas embalagens, junto a mais duas funcionárias. Já o marido, o engenheiro florestal Jiovanni Monteiro, 33, toma conta da contabilidade. E a mãe Alvanete Paiva, 51, quem coloca a mão na massa junto com ela.

Atualmente, a “Jiovanna Brownie’s” está presente em 20 estabelecimentos e conta com 30 revendedores avulsos. A loja física está em processo de construção. “Pago minha faculdade, formatura, cursos, especializações e invisto tudo com o dinheiro do Brownie. Minha vida mudou graças a eles”, garantiu a microempreendedora.

Sabor único

O sabor da massa é sempre de Nutella e é aplicado em receitas variadas, como o mousse de cupuaçu com brownie, empada de brownie e browniecake. “Sempre procuro criar coisas novas. Não gosto de copiar”, afirmou Rebeca.

Como os produtos são sem conservantes, têm uma durabilidade de sete dias. Diante da validade, a produção de revenda é feita apenas aos domingos, terças e quintas. Às segundas, quartas e aos sábados, a empresa atende encomendas de festas e eventos.

O carro chefe, ou seja, o brownie, sai ao preço de R$ 3,50. Em casos de revenda, que são fornecidas acima de 30 unidades, o custo é de R$ 2,50. Para quem precisa encomendar mais de 100 unidades, o valor cai para R$ 2.

A empresa faz entregas, ao preço de R$ 10 a taxa. Contudo, os consumidores também podem pegar as encomendas na casa dela, cujo endereço é repassado quando fazem as encomendas.

Serviço

O que: Jiovanna Brownie’s

Encomendas: Por meio dos contatos (92) 99103-8298/ 99476-0621

Mais informações: Pelos perfis @jiovannabrownies no Facebook e no Instagram