Publicidade
Manaus
Regulamentação fogos

Uso de fogos de artifício no Amazonas vai ser regulamentado

Representantes de órgãos federais, estaduais e municipais querem disciplinar a venda, uso e a fiscalização em 30 dias 04/04/2012 às 09:09
Show 1
Grupo que definirá as regras para fogos de artifício se reúne na próxima semana
Ana Paula Sena Manaus

Em menos de trinta dias será publicada uma nova portaria disciplinando o uso, venda e fiscalização de fogos de artifício e similares em grandes eventos no Amazonas. Uma comissão está formada para a elaboração das normas que serão aplicadas em eventos como a Copa do Mundo e festivais folclóricos.

 Os empresários do ramo estão na expectativa de que a nova legislação diminua a venda ilegal de artefatos. O comerciante Marcos Siqueira, que possui uma loja há 35 anos no bairro da Cachoeirinha, Zona Centro-Sul , lembra que a maioria dos acidentes com fogos acontecem devido a fogos mal confeccionados. “As pessoas que fabricam explosivos sem o devido cuidado e técnica colocam em risco a população, além de fazerem com que muitos clientes abandonem a compra de fogos de qualidade em nossas lojas, devido ao custo mais baixo”, diz.

O comerciante Rodolfo Chamma, que trabalha há 60 anos no Centro, espera que a mudança não prejudique o comercio que já está com dificuldades de vendas. “As venda de fogos tem diminuído, esperamos que com a chegada de grandes eventos as vendas melhorem e essas novas normas venham para nos ajudar”, disse.

A opção por elaborar uma nova legislação foi tomada há uma semana entre órgãos da União, Estado e Município. Segundo o presidente da comissão, delegado Frederico Mendes, o objetivo é integrar todos os órgãos para a garantia da segurança da população nos eventos que envolvem grande movimentação de público. “O uso de fogos de artíficio é sempre um risco para quem detona esses artefatos. Essa é uma questão que todos os anos se repetem nos grandes festivais”, disse.


blog - Marcos Siqueira Comerciante de fogos de artifício

 “Com as novas regras esperamos que o direito de quem trabalha no ramo seja igual a todos. Hoje somos obrigados a realizar treinamentos para manusear os fogos de artifício e também para vender, saber a composição e explicar os cuidados para os compradores e a diferença entre os tipos de explosivos, e como agir em caso de incêndio. Somos os responsáveis por proporcionar às pessoas grandes espetáculos por meio de shows pirotécnicos e temos que serreconhecidos, mas não sabemos de fato o que vai mudar com essa nova portaria. Vamos aguardar os resultados para nos posicionarmos profundamente a respeito, mas estamos muito confiantes, principalmente por inibir a prática ilegal”.