Publicidade
Manaus
Manaus

Vanessa Grazziotin pede cassação de prefeito eleito de Manaus Artur Neto

Senadora comunista disputou a Prefeitura de Manaus com o tucano Artur Neto e pediu da Justiça Eleitoral sua cassação por meio de duas ações de investigação judicial eleitoral 19/12/2012 às 09:40
Show 1
Artur Neto, ao lado da irmã do vice, Hissa Abraão, que saiu da cerimônia por ter tido o nome ‘esquecido’ na composição da mesa
Rosiene Carvalho ---

O prefeito eleito Artur Neto (PSDB) foi diplomado, nesta terça-feira (18) à noite, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), poucas horas depois de a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) pedir a cassação dele por meio de duas ações de investigação judicial eleitoral.

Vanessa disputou a Prefeitura de Manaus, em 2012, com Artur. Os pedidos que acusam Artur de captação ilícita de sufrágio (compra de votos) foram protocolizados na 65ª zona eleitoral que tem como titular o juiz do pleito, Abraham Peixoto Campos.

O juiz Abraham Peixoto Campos afirmou que, apesar de deixar a função de juiz do pleito com a diplomação dos eleitos, será ele quem vai julgar os dois pedidos de cassação de Artur Neto movido pela senadora Vanessa Grazziotin.

O magistrado declarou que os processos foram apresentados cerca de 15 minutos antes de ele sair do TRE-AM para ir ao evento de diplomação dos eleitos. "Não deu tempo de ver o teor. Um deles cita o fato do prefeito eleito ter pedido, na campanha, que os eleitores enviassem o currículo desde aquele momento para o e-mail dele".

Em um dos processos, segundo o juiz, há um pedido liminar (decisão rápida e temporária, que, em geral, é analisada antes do mérito).

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa)