Publicidade
Manaus
Manaus

Vendedores ambulantes irregulares em Manaus serão alvos de operação da Sempab nesta quarta-feira

Órgão regulador antecipa acritica.com a informação de que fará diligências na operação em quatro pontos da capital 08/05/2012 às 17:55
Show 1
Além dos agentes da Sempab, operação contará com apoio da Polícia Militar e Guarda Metropolitana
acritica.com ---

Nesta quarta-feira (09), a Prefeitura de Manaus através da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab), irá realizar operação de retirada e organização de vendedores ambulantes em situação irregular junto ao órgão regulador local. Apesar das áreas que serão inspecionados não terem sido divulgadas, acritica.com antecipa que quatro pontos da capital receberão as equipes da operação a partir das 8h.

De acordo com a Sempab, a ação será desenvolvida com o apoio da Polícia Militar e Guarda Civil Metropolitana, sendo que o contingente 20 agentes do órgão devem participar da operação.

Além disso, a secretaria informou que dois caminhões da Sempab irão dar suporte operacional no decorrer da operação no que se refere ao recolhimento de materiais utilizados na comercialização de produtos e alimentos.

Por motivos de segurança da operação, a Sempab não divulgará os pontos específicos que serão vistoriados. Entretanto, adianta que quatro locais de Manaus com presença irregular de vendedores ambulantes receberão as equipes.

A Sempab justifica que a organização e remoção dos vendedores ambulantes tornaram-se necessárias após o órgão receber dezenas de denúncias enviadas pela população. Nestas denúncias, encaminhadas ao disque denúncia que funciona através do telefone 3663-8488, a secretaria afirma que os denunciantes reclamam da superlotação de ambulantes em algumas áreas da cidade, bem como a ocupação desordenada de calçadas, ruas e praças.

“A maioria dessas pessoas não tem permissão legal para ser ambulante. Por este motivo, a Sempab não pode colocá-los em outros locais. Entretanto, esses vendedores ambulantes se cadastrarem a Prefeitura de Manaus, assim como em situações semelhantes, poderá remanejá-los para feiras ou espaços reservados para ambulantes”, explica a assessoria o órgão.