Publicidade
Manaus
DENÚNCIA

Vendedores denunciam ter sido agredidos por fiscais da Prefeitura de Manaus

Com hematomas nos braços e pernas, eles disseram que foram agredidos e acusados de desacato. Só foram liberados após pagarem fiança de R$ 900 11/01/2017 às 05:00 - Atualizado em 11/01/2017 às 09:06
Luana Carvalho Manaus

Um casal de vendedores ambulantes venezuelanos denunciam os fiscais da Subsecretaria Municipal de Feiras e Mercados (Subsempab) por agressão. Com hematomas nos braços e pernas, eles disseram que foram agredidos covardemente e acusados de desacato na última sexta-feira (6). Eles também foram detidos e liberados mediante pagamento de fiança de R$ 900.

“Nós estávamos trabalhando normalmente na rua Epaminondas, no Centro, quando eles chegaram e foram levando nossas mercadorias à força. Eu disse que a mercadoria não era minha, que eu trabalhava para terceiros e que teria que prestar conta depois, mas não quiseram nem saber e já foram me agredindo”, disse Zayry Patete, 36, que trabalha junto com o marido, Efraín Jesús, 48,  vendendo refrigerantes, água mineral e salgados.

Segundo ela, os fiscais chamaram a Polícia Militar (PM), que os encaminharam ao 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP). “Nos prenderam por desacato, mas não desacatamos ninguém. Também disseram que depredamos a camionete que eles estavam conduzindo, mas não foi a gente. Eles fizeram isso para pôr a culpa em nós”, relatou.

Zayry disse, ainda, que na delegacia os policiais não quiseram ouvir a versão do casal e o prenderam em uma das celas. “Não pudemos fazer o boletim de ocorrência pela agressão que sofremos. Eles não deixaram. Só conseguimos denunciar na segunda-feira e queremos provar nossa inocência. Só estávamos trabalhando e fomos muito agredidos”, completou.

SubSempab contesta

A Subsempab informou que a equipe de fiscais também foi agredida. Segundo a pasta,  os fiscais estavam em operação de rotina na área, quando abordou o casal, explicando que o mesmo não comercializar naquele local, sob o risco de ter sua mercadoria apreendida.

“Porém, na ação, o referido casal afirmou que não sairia do local e que ninguém poderia apreender suas mercadorias. Com a recusa, os produtos do casal foram apreendidos. Neste momento, segundo os fiscais do órgão, o casal de venezuelanos começou a agredir a equipe de fiscalização, jogando inclusive pedras no veículo no qual estava a equipe”. Para a defesa, a Sempab informou que os fiscais da Subsempab acionaram a Polícia Militar, que prendeu o casal por depredação ao patrimônio público e desacato a autoridades.

Fiscalização

A Subsempab informou que realiza cotidianamente o trabalho de fiscalização no combate a venda de produtos ilegais, “para a manutenção da ordem e combate a desordem naquela região”. O casal de ambulantes, no entanto, informam que a abordagem foi violenta.