Publicidade
Manaus
Manaus

Vereador de Manaus estuda a criação de Conselho Municipal de Proteção dos Animais

O primeiro encontro para discutir o assunto ocorre no dia 1º de março, no auditório da Câmara, com horário a ser definido 23/02/2013 às 14:23
Show 1
Vereador se reuniu com membros do movimento “Cachorreiros e Gateiros de Manaus”
acritica.com ---

Devido aos recentes episódios de violência contra animais, o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Manaus, vereador Everaldo Farias (PV), está fazendo estudo para propor a criação do Conselho Municipal de Defesa e Proteção dos Animais na cidade. A demanda já vinha sendo analisada pelo parlamenta e foi reforçada durante reunião nesta sexta-feira (22), com membros do movimento “Cachorreiros e Gateiros de Manaus”, que atuam na defesa dos animais na cidade. O primeiro encontro para discutir o assunto ocorre no dia 1º de março, no auditório da Câmara, com horário a ser definido.

Dados do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) dão conta que em média 150 animais (principalmente cachorros e gatos) são resgatados por mês na capital, vítimas de maus tratos. Entre as principais agressões registradas contra eles estão: corpo queimado com água quente, hematomas característicos de agressões com objetos cortantes, acorrentamentos, falta de alimentação e ausência de higienização.

Segundo Everaldo, o conselho já existe em outras cidades brasileiras, como Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP) e Curitiba (PR) e precisa ser implantado com urgência em Manaus. “Precisamos de políticas públicas voltadas especificamente aos animais e o conselho terá essa função. É também é uma questão de saúde. Além do mais, estamos vendo aumentar os casos de maus tratos contra eles e precisamos chegar aos responsáveis, pois quem faz isso com um animal, pode fazer contra um ser humano”, completou.

 A representante do movimento “Cachorreiros e Gateiros de Manaus” Érika Schloemp disse que a entidade trabalha principalmente com animais que estão em risco social e precisam ser adotados. “Estamos constantemente visitando o Centro de Zoonoses para ver as condições que estão sendo tratados”, disse. Ela disponibilizou o email  ‘lcachorreiros@gmail.com’ para quem quiser participar do movimento. “Todos podem abraçar a causa”, finalizou.