Publicidade
Manaus
Manaus

Vereadores de Manaus adiam pela sétima vez a votação dos convocados na 'CPI da Água'

Pela sétima vez, os vereadores adiaram, nesta quarta-feira (11), a votação dos requerimentos com os nomes dos convocados a prestar esclarecimentos para os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da água, por falta de quórum 11/07/2012 às 16:32
Show 1
Presidente da CPI da Água, Leonel Feitoza (ao centro), afirma que tem tempo para as audiências e o relatório
Mariana Lima Manaus (AM)

Pela sétima vez, os vereadores adiaram, nesta quarta-feira (11), a votação dos requerimentos com os nomes dos convocados a prestar esclarecimentos para os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da água, por falta de quórum. Após uma reunião de portas fechadas, os parlamentares decidiram que a próxima segunda-feira (16) será o “Dia D” de votações da CPI.

Classificada como um “bate-papo” pelo vereador Joaquim Lucena (PSB) a reunião foi convocada as escuras durante o plenário da CMM. O autor do pedido de CPI e membro da comissão de inquérito, vereador Waldemir José (PT) chegou ao fim da reunião, alegando não ter sido comunicado. “Já havia uma pré-disposição da gente conversar hoje, mas ai eles se reuniram e somente depois eu soube que estava acontecendo a reunião e vim participar também”, conta.

O presidente da CPI conta que “não houve uma reunião secreta, e sim uma reunião informal e extra-oficial. Uma conversa para definir as questões cobradas pela imprensa” como a demora na votação dos requerimentos. Sobre o novo adiamento, Leonel explica que com a ausência de Jeferson Anjos (PV), que alegou a Feitoza questões pessoais, não haveria quórum completo para a votação, como o previsto no regimento interno da Casa.