Publicidade
Manaus
ZONA LESTE

Vice-presidente de escola de samba morre em hospital após levar choque em bebedouro

Raimundo Ferreira também era vice-presidente da Mocidade Independente do Coroado e do Gran Prix de Vôlei LGBT de Manaus. Ele sofreu AVC após tomar o choque no último sábado (17) e morreu nesta quinta-feira (22) 22/03/2018 às 21:39 - Atualizado em 23/03/2018 às 07:14
Show ray
Foto: Reprodução/Facebook
Vitor Gavirati Manaus (AM)

O vice-presidente da Escola de Samba Mocidade Independente do Coroado, Raimundo Ferreira, faleceu na manhã desta quinta-feira (22), no Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio Pereira Machado, na Zona Leste de Manaus. Segundo amigos de Raimundo, ele deu entrada no hospital, no último sábado (17), após tomar um choque em bebedouro instalado no Centro de Desenvolvimento Comunitário do Coroado (CDCC).

Segundo Marinho Santos, presidente da Associação de Moradores do Bairro Ouro Verde e amigo de Raimundo, ele foi socorrido por pessoas que estavam no CDCC, no bairro Coroado, Zona Leste. “Ban”, como era conhecido, também era vice-presidente do Gran Prix de Vôlei LGBT de Manaus.

“Ele era muito querido. Gera um repúdio porque já teria acontecido, há alguns meses, de um rapaz beber água no mesmo bebedouro, pegar um choque e perder cinco dentes. O do Ban, ele tomou água, e como era hipertenso, o coração dele não aguentou, ele começou a ficar roxo”, afirmou.

De acordo com Fernando Seixas, outro colega, Raimundo teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) por consequência do choque recebido.

“Quando ele chegou no SPA (Serviço de Pronto Atendimento) do Coroado, ele precisou de reanimação. De lá transferiram ele para o João Lúcio. No domingo, ele foi submetido a uma cirurgia e os médicos o colocaram em observação por 48 horas. A família tinha esperança de que ele iria voltar. Mas, hoje, teve essa triste notícia”, contou.

O corpo de Raimundo está sendo velado em uma casa na rua da Prata, bairro Coroado 3, também na Zona Leste. O local do velório não está confirmado, mas deve ocorrer na manhã desta sexta-feira (23).

No Facebook, a direção do Gran Prix de Vôlei LGBT de Manaus publicou uma nota sobre a perda do ex-dirigente. "O movimento LGBT está de luto. Mas sei que ele, mesmo de longe, estará torcendo por nós nessa luta incessante contra a homofobia. Um guerreiro que agora descansa e fez muito pelo seu povo e estado. Viva Bam!", diz trecho da postagem.

Publicidade
Publicidade