Publicidade
Manaus
Manaus

Vítimas da cheia e seca do AM vão receber R$ 82 milhões

Liberação dos recursos oriundos dos Governos Estadual e Federal para o Amazonas foi firmado nesta sexta-feira (30) 31/03/2012 às 10:46
Show 1
O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (à esq.), esteve ontem em Manaus para oficializar o convênio
florêncio mesquita ---

Ao todo, R$ 82 milhões entre recursos dos Governos Estadual e Federal serão utilizados para ajudar as vítimas da cheia e preparar os municípios para o período de grande seca. Atualmente, 27.599 famílias sofrem com as consequências da subida das águas em 11 municípios que estão em situação de emergência, e outros oito devem decretar a mesma situação. Segundo previsão do Subcomando de Ações de Defesa Civil do Estado (Subcomadec), a população de, pelo menos, quatro municípios terá que ser evacuada para outras áreas.

Os municípios que enfrentam a situação mais grave são Anamã, Barreirinha, Caapiranga e Careiro da Várzea. Outras 20 cidades do Amazonas devem sofrer impacto extremo em caráter parcial. Em Manaus, apesar dos órgãos ainda não confirmarem a cheia recorde em 2012, o nível do rio Negro já indica uma grande cheia. Ontem, o rio Negro atingiu a marca de 27,64 metros, o que corresponde a 24 centímetros acima do nível registrado na mesma data em 2009, ano da maior cheia com 29,77 metros. Para evitar que o quantitativo de famílias atingidas pela seca seja maior que na enchente, o Governo do Estado lançou o projeto “Água para Todos no Estado do Amazonas”, que deve atender mais de 10.500 famílias em 15 municípios.

O programa foi criado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) e prevê a criação de cisternas para a captação de chuva. Conforme o projeto, a água pluvial será armazenada nos reservatórios e poderá ser usada durante todo o período de seca. Dos R$ 82 milhões, o valor mais alto será destinado justamente para o projeto “Água para Todos” - cerca de R$ 40 milhões. Outros R$ 30 milhões vão para a recuperação de encostas nos municípios que figuram como um dos maiores problema da cheia, segundo afirma o governador do Estado, Omar Aziz (PSP).

Outros R$ 8 milhões serão utilizados no “Cartão Amazonas Solidário”, que prevê a doação de R$ 400 para as famílias mais atingidas pela cheia. Do montante total, apenas R$ 4 milhões são do Estado como contrapartida para o “Águas para Todos”. O convênio que oficializa a disponibilização dos recursos foi firmado ontem, em Manaus, entre o governador Omar Aziz, e o ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho. O ministro veio a Manaus a pedido da presidenta da República Dilma Rousseff para conferir os efeitos da enchente nos municípios. Ele fez um sobrevoo sobre os municípios afetados e disse que se o dinheiro não for suficiente para minimizar os transtornos, o Governo Federal poderá disponibilizar verbas adicionais.