Publicidade
Manaus
ANORI

Vítimas de explosão em Anori seguem com tratamento na capital e estado clínico estável

Dos cinco homens que foram trazidos para Manaus, apenas um continua internado no Pronto-Socorro 28 de Agosto desde sábado em estado clínico grave 16/10/2017 às 18:36
Show anori
Desde o acidente, eles foram trazidos para os pronto-socorros da capital João Lúcio e 28 de Agosto. Foto: Winnetou Almeida
acritica.com Manaus (AM)

As vítimas da explosão de embarcações em Anori  têm estado clínico estável e seguem recebendo cuidado nos pronto-socorros 28 de Agosto e João Lúcio, segundo informou a Secretaria Estadual de Saúde (Susam). Dos cinco homens trazidos para Manaus após o acidente, apenas um segue com o estado clínico grave com cerca de 60% do corpo queimado e respira por aparelhos. 

Os que melhor reagiram ao tratamento foram Leandro Albuquerque Momoria, 22 anos, Nehilton Santos da Silva, 33 anos, e Jaime Viana Xavier.  Leandro está internado na UTI do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do 28 de Agosto, desde sábado (14), com queimaduras provocadas por chamas em cerca de 60% do corpo. Nesta segunda-feira (16), ele respirava espontaneamente, segue acordado e consciente e mantendo sinais vitais na faixa normal. 

Já Nehilton que apresentou quadro de intoxicação por inalação de fumaça, permanece internado com diagnóstico de pneumonite (pneumonia química provocada por inalação de fumaça resultante de queima de óleo). Liberado no sábado da ala de estabilização, o paciente foi encaminhado para o ambulatório e depois para a Clínica Médica, onde iniciou tratamento com medicação para melhora pulmonar. Nesta segunda, ele apresentou desconforto respiratório, o que pode estar associado ao fato de ter histórico de asma. A Susam informou que o estado clínico dele é estável e que um novo exame de raio X e iniciado tratamento com antibiótico.

Jaime sofreu fratura exposta da tíbia. Ele foi avaliado por cirurgião geral e ortopedista, sendo submetido a procedimento cirúrgico ortopédico de emergência. Seu estado clínico é estável, lúcido e orientado, em ar ambiente. Segue recebendo cuidados médicos e da enfermagem com medicação aguardando cicatrização dos ferimentos para a cirurgia definitiva.

Jefferson Lomas Marialva, 16 anos, teve intoxicação por inalação de fumaça. Ele teve alta no sábado (14). 

Estado grave

Dos cinco homens que foram trazidos para Manaus, apenas Benesson Ribeiro de Souza, 25 anos, continua internado na UTI do CTQ do Pronto-Socorro 28 de Agosto desde sábado em estado grave. Seu estado clínico ainda é grave e respira com auxílio de aparelhos. Além disso, segundo a Susam, ele está recebendo nutrição enteral e suporte hemodinâmico (medicação para anter a pressão arterial normal). Também nesta segunda-feira (16), a equipe responsável pelos cuidados a Benesson diminuiu a dose da medicação indutora de coma para avaliação da resposta e possível retirada do tubo orotraqueal.

*Com informações da assessoria de imprensa