Publicidade
Manaus
VIAGEM

Voos de Manaus para Paris e Amsterdã são anunciados pela Air France-KLM

Trechos, com conexão em Fortaleza, já podem ser comprados nos sites e nos call centers. Belém, Natal e Salvador também foram incluídas 13/11/2017 às 15:42 - Atualizado em 13/11/2017 às 15:52
Show 49
Foto: Agência Brasil
acritica.com

A Air France-KLM iniciou a partir desta segunda-feira (13), em parceria com a GOL, a venda de passagens aéreas de voos provenientes de Manaus, Belém, Natal e Salvador, com conexão em Fortaleza, para Paris e Amsterdã. Os voos já podem ser comprados nos sites e nos call centers da Air France e da KLM ou via agências de viagem.

Os trechos domésticos de e para a capital cearense serão operados pela GOL. Para os internacionais, há a vantagem de poder chegar à Europa de Air France e voltar para Fortaleza de KLM, e vice-versa. Os passageiros podem também desfrutar de paradas grátis, tanto em Paris quanto em Amsterdã, na ida e/ou na volta.

“A GOL esteve ao lado da Air France-KLM desde o início desse projeto e ter os voos deles combinados com os nossos disponíveis para compra em nossos canais e também nas agências de viagens é a concretização do nosso HUB”, afirma Jean-Marc Pouchol, diretor geral Air France-KLM para América do Sul.

“Essa será uma facilidade para que os clientes do Norte e Nordeste também desfrutem de conexões rápidas em Fortaleza. Estamos otimistas em relação a essas rotas e esperamos aumentar no futuro o número de destinos brasileiros servidos pela Air France-KLM e GOL, por meio de Fortaleza”, completa.

Tempo de conectividade

Um dos principais objetivos das companhias durante o planejamento do HUB era reduzir ao máximo o tempo de conexão em Fortaleza, a fim de otimizar o tempo do passageiro no aeroporto e até o destino final. Confira abaixo a tabela com o tempo total de viagem de ida de Manaus, Belém, Natal e Salvador para Paris e Amsterdã, e também o tempo de volta.

O plano de expansão dos voos conectados entre Air France-KLM e GOL deve incorporar em breve também as cidades de Brasília, Recife, São Luís e Buenos Aires.


Foto: Divulgação