Publicidade
Parintins
Amor no festival

'Nossa Paris agora é Parintins', diz casal que comemora 40 anos de união no Festival

Depois de viajarem o mundo para comemorar a parceria de tantos anos, a dentista Edilze Vaz, 62, e Osmar Vaz, 65, resolveram comemorar os 40 anos de casados em Parintins, curtindo o Festival Folclórico da Ilha Tupinambarana 02/07/2017 às 23:25 - Atualizado em 24/07/2017 às 16:02
Show whatsapp image 2017 07 02 at 20.44.46
(Foto: Márcio Silva)
Laynna Feitoza Parintins (AM)

No intervalo entre a apresentação dos dois bumbás no 52º Festival Folclórico de Parintins, um casal mineiro chamava a atenção pelo amor compartilhado com simplicidade. Depois de viajarem o mundo para comemorar cada ano de amor, a dentista Edilze Vaz, 62, e o engenheiro Osmar Vaz, 65, resolveram comemorar os 40 anos de casados em Parintins, curtindo o Festival Folclórico da Ilha Tupinambarana. Mesmo tendo viajado por lugares como Paris, na França, eles elegeram Parintins como o melhor lugar em que celebraram a data juntos.

Foi Osmar quem lançou a ideia de comemorar o 40º aniversário de casamento em Parintins. Mas rapidamente Edilze foi convencida, e então veio de coração aberto para a grande festa. “Sempre tive vontade de ver o folclore brasileiro nos lugares que posso. Já fui ao Sul e ao Nordeste e nessa festa famosa tento vir há tempos”, declara ele.

Edilze explica que o casal já rodou quase o mundo inteiro viajando. Alguns dos destinos escolhidos pelo casal foram a Rússia e França – com o nome da capital francesa é feito um trocadilho amazonense relacionando Parintins. “Sempre viajamos para comemorar nossos aniversários de casamento e dessa vez resolvemos fazer algo diferente, que era vir a Parintins”, pontua ela.

A dentista, aliás, é mais parceira impossível. Como o marido gosta de pescar e de natureza, a Amazônia pareceu um destino certo para os dois. E em relação ao Festival Folclórico de Parintins, ela destaca que se surpreendeu. “Mesmo com toda a suntuosidade que a gente vê na TV, é muito mais suntuoso ao vivo”, coloca ela.

Doutrinados

E o casal já veio encaminhado a uma cor: o vermelho. “Ele foi vice-prefeito da nossa cidade, chamada Formigas, lá em Minas Gerais. E uma das músicas da campanha dele era ‘Vermelho’, do boi Garantido”, destaca ela, lembrando que, ao ver os dois primeiros dias do Festival, foram arrebatados de vez pelo Garantido. “Adquirimos camisetas, penas e cocares e vamos levar tudo para a nossa terra”, complementa Edilze.

Para Osmar, o Festival de Parintins tomou proporções inimagináveis. “É grandioso demais. Não só a realização, mas a emoção que há nos dois lados”, pondera ele. De acordo com Edilze, esse é o melhor aniversário de casamento que eles tiveram. “Com a maturidade e companheirismo de fazer tudo juntos, tudo melhora”, pontua ela.

Mesmo viajando por lugares tradicionais, os dois garantem que a paixão por roteiros nada convencionais veio para ficar. “Paris é um destino romântico comum, que pela CVC todo mundo conhece. Aqui, não. Nossa Paris agora é Parintins”, declara Edilze. Já Osmar faz analogia entre o Festival e um filme. “No filme ‘Antes de Partir’ o cara queria encontrar algo grandioso e não sabia o que era. Ele só esqueceu de colocar que era Parintins. Isso aqui só tem aqui no mundo”.