Publicidade
Rio 2016
FINAL

Iranduba e Manaus F.C estão na final do Barezão Feminino

Os times entraram em campo neste sábado (20), diante do Arsenal e Salcomp, respectivamente. O Hulk goleou por 6 a 0 as Gunners, enquanto que o Gavião do Norte venceu por 4 a 0. 20/08/2016 às 21:55 - Atualizado em 20/08/2016 às 21:57
Show 2016 08 20 photo 00001583
Nathane marcou duas vezes na vitória do Iranduba / Foto: Winnetou Almeida
Thaissa Cordeiro (Manaus-AM)

Foram definidos os times finalistas do Campeonato Amazonense de Futebol Feminino 2016, na noite deste sabado (20), no estádio Ismael Benigno (Colina). O Iranduba voltou a vencer o Arsenal por 7 a 0, os gols da noite foram marcados por Nathane (2), Laura, Karen, Djeni, Mari e Monalisa. Já na segunda partida, Manaus FC venceu a Salcomp por 4 a 0 com gols de Lu e Paulinha (3). 

A primeira partida da final está marcada para o próximo sábado (27), na Colina. O Hulk da Amazônia é o atual campeão estadual.
 

Primeiro jogo- Iranduba e Arsenal

Com o primeiro tempo dominado pelo Hulk da Amazônia, o time que ja havia vencido por 3 a 0 na primeira partida, não teve o trabalho de mandar as "Gunners" de volta pra casa. Não demorou muito pro primeiro gol sair. Aos 12 minutos da primeira etapa, Mariana encontrou Nathane que abriu o marcador na Colina. O Hulk voltou a balançar as redes com Monalisa: a zagueira recebeu livre de Elisa e só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol.

No fim do primeiro tempo, Nathane tabelou com Mayara e fez o seu segundo gol da partida e o terceiro pro Hulk da Amazônia. Na volta do intervalo, Djeni marcou de cabeça, no primeiro minuto da segunda etapa. Aos 17 minutos, Mari deixou o seu, o quinto do Hulk.  O sexto gol veio dos pés das reservas: Sinara tocou para Laura, que mandou no ângulo direito da goleira do Arsenal. Karen sacramentou a vitória,  fazendo o sétimo gol do Hulk.

Segundo jogo- Manaus F.C e Salcomp.

Com a vantagem de seis gols, o Manaus F.C já estava com o pé na final do estadual, mas o time do técnico Olavo Dantas não quis saber de poupar gols: foram mais quatro pra cima das adversárias. O primeiro saiu logo aos 12 minutos da partida com Lu. 

A equipe dominou toda a partida, e a equipe industriária quase não ameaçou o Gavião do Norte. As jogadoras do Salcomp não conseguiam acertar três passes na linha de ataque, o que era bom para o Manaus.. Paulinha, como sempre veloz, tratou de deixar o seu, ou melhor, os seus. Com os três de hoje, ela se isolou na artilharia com 16 gols marcados.

Publicidade
Publicidade