Publicidade
Sim & Não

Sabino faz propaganda de traficantes

20/04/2017 às 22:27 - Atualizado em 20/04/2017 às 22:29
Show sabino0333

De olho na eleição que se avizinha, o deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB) passou a falar grosso contra o “crime organizado” a fim de  impactar seus eleitores. Para chamar ainda mais a atenção, o parlamentar espalhou anúncios em placas de publicidade afirmando que alcançou o número de assinaturas para a instalação “da CPI que vai investigar as facções criminosas”. Nos outdoors, ele lista as siglas das três maiores facções em atuação e o nome dos bandidos que lideram esses grupos.    

Fama   A iniciativa de Sabino Castelo Branco vai de encontro à orientação dos especialistas em segurança pública. Para eles, quanto mais se “propagandeia” as facções e seus líderes, mais eles se sentem fortalecidos.

Estardalhaço O barulho feito por Sabino tem uma razão.  O parlamentar sabe que tem pouco tempo para reconquistar votos (ele reassumiu vaga na Câmara há quatro meses, no lugar do vice-prefeito Marcos Rotta) e encontrou no “combate” aos traficantes um nicho que faz estrondo.

Virada  Derrotada na terça (18), a base governista do presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados comemorou a vitória sobre a oposição ao aprovar o requerimento de urgência de tramitação da reforma trabalhista (PL 6787/16). Dessa vez, ficaram favoráveis 287 deputados contra os 230 da votação anterior.

Mudança   Quatro deputados da bancada do Amazonas votaram a favor do requerimento de urgência derrotado na terça. Na votação da última quinta-feira, o apoio dos amazonenses subiu para seis votos.

Quem  Disseram “sim” à tramitação urgente da reforma trabalhista os deputados Alfredo Nascimento, Arthur Bisneto, Átila Lins, Conceição Sampaio, Pauderney Avelino e Silas Câmara. Os votos contrários vieram de Hissa Abrahão e Sabino Castelo Branco.  Com a aprovação da urgência, não será possível pedir vista ou emendar o texto na comissão especial.

Largada O vereador Chico Preto (PMN) é o primeiro a disparar publicamente rumo a uma vaga na ALE/AM. A eleição só é ano que vem, mas a sigla argumenta que, com pouca estrutura, precisa de tempo para atrair eleitores.

Festança “Vamos sair mais cedo, pois não temos uma estrutura muito grande, por isso estamos trabalhando com todo vapor para alcançar as cabeças das pessoas sobre o trabalho do vereador Chico Preto”, disse o presidente do diretório municipal do PMN, Sirlan Cohen. A mobilização do partido acontece hoje, no Rio Negro Clube, na comemoração do aniversário de 33 anos da sigla. 

Pré  Em contato com a coluna, o advogado Marcelo Kizem disse, ontem, que é apenas “pré-candidato”, e não candidato, à vaga de desembargador do TJ/AM. Ele também esclareceu que o botom que utiliza contém a frase “Kizem Advocacia”, e não “Kizem Desembargador”, conforme informou a coluna.

Imagem  “Sou pré-candidato e estou trabalhando apenas a minha imagem e meu nome como advogado. A partir do momento que eu for candidato, aí sim irei trabalhar a candidatura para desembargador. Estou apenas trabalhando a visibilidade do meu escritório”, afirmou Kizem.