Agência Lusa

Cotidiano

Desastres naturais levam anualmente 26 milhões de pessoas à pobreza

14/11/2016

O relatório analisa os efeitos dos fenômenos climáticos extremos em duas medidas: as perdas patrimoniais e as perdas no bem-estar, o que permite avaliar melhor os danos para os pobres, já que 'perdas de um dólar não significam o mesmo para uma pessoa rica do que para uma pessoa pobre'