Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

Água com limão: o 'novo' milagre fitness?

Aproveitei a oportunidade de entrevistar um expert em vida saudável e fenômeno das redes sociais, o Dr. Mohamad Barakat, para questionar o assunto


09/04/2017 às 18:33

Por Artur Cesar

O novo “milagre” em termos de dieta é limão, certo? Bem, pelo menos é o que eu ouço falar nos quatro cantos da cidade e nas redes sociais. A última conversa que intrigou a respeito do assunto foi quando fui à feira e a moça da banca me convenceu a levar mais limões. Afinal, segundo ela, eles “são ótimos para perder medidas”. Será que ela me achou acima do peso? Enfim, pelo sim e pelo não – e por eu estar em um período mais fitness – resolvi levar mais umas frutinhas dessas para casa. Segundo alguns “especialistas”, o segredo é espremer um limão num copo de água e tomar em jejum todas as manhãs. 

Aproveitei a oportunidade de entrevistar um expert em vida saudável e fenômeno das redes sociais para matar a minha curiosidade. Perguntei ao famoso Dr. Mohamad Barakat se o famoso ditado “Se a vida lhe der um limão... faça uma limonada” é mesmo a tendência fitness. 

“Sim, há benefícios. O limão é rico em vitamina C, potássio, fósforo, cálcio e magnésio, e é considerado um alimento que protege o sistema imunológico de infecções e de propriedades antioxidantes, o que ajuda a proteger as células dos radicais livres. A fruta auxilia ainda na liberação de toxinas do organismo, no processo digestivo e, ajuda a manter o equilíbrio do pH do corpo. O melhor horário para tomar a água com limão é pela manhã, ao acordar e em jejum, entre 10 e 15 minutos antes da primeira refeição. Mas pode ser ingerido também antes das principais refeições”, declarou Dr. Barakat.  


Dr. Mohamad Barakat acaba de lançar seu primeiro livro em evento em São Paulo

 

De acordo com o especialista, o que ocorre com a água com limão: não há nada de “milagroso” na ingestão da fruta. “O que ocorre e, a meu ver, tem contribuído para envenenar as visões sobre a água com limão é a forma que a mídia reporta o assunto: ‘água com limão emagrece (e ponto)’. Gente, sozinha, uma água com limão não faz milagre e NÃO substitui refeições. Se o seu propósito está focado em perder kilos, está errado. O seu foco deve ser reeducação alimentar, basear suas refeições nos nutrientes que pode extrair dela. Este é o caminho”, enfatizou o médico.  

Dr. Barakat faz questão de enfatizar que é o conjunto que faz a diferença: alimentação saudável, exercícios, controle do sono e estresse; equilíbrio do corpo mente e espírito. “A água com limão integra este universo e faz parte de um dia a dia focado em qualidade de vida com base nos seus hábitos alimentares como um todo. Ou você espera que tomando água com limão e comendo pães e refrigerantes seu corpo dê conta de equilibrar o pH ou se manter sadio?”, questiona.  

 

Confira outras perguntas que ficaram de fora da edição impressa do jornal A CRÍTICA da entrevista com Dr. Mohamad Barakat ao caderno VIDA & ESTILO:

 

O que seria esse equilíbrio entre corpo, mente e espírito que você fala?

 

Conexão total. É assim que podemos descrever a relação que deve haver entre as emoções e nosso organismo. Para alcançar saúde e qualidade de vida, devemos ir além da alimentação e da prática de atividades físicas. É preciso manter o equilíbrio do corpo, com a mente e o espírito. E é sobre isso que falo no “quarto pilar” em meu livro. De nada adianta você se lançar em uma determinada dieta, começar um novo ciclo em sua vida, se não for afundo e identificar os chamados “gatilhos” – aqueles hábitos e/ou atitudes que podem reter nossa evolução enquanto seres humanos. É preciso tratar as convulsividades, os distúrbios que nos levam a distorções de comportamentos físicos, psíquicos, emocionais.

 Por isso insisto tanto na importância de manter sempre a mente ocupada com pensamentos positivos, e ter sentimentos bons. Fácil ficar neste estado “zen” quando tudo vai bem, mas o grande lance é: como reagimos às adversidades. As emoções atuam sobre nosso organismo e isso compreende desde impacto na saúde, nas relações que podem haver com câncer. 

 

Você diz ser contrário as chamadas dietas milagrosas. Quais são os maiores absurdos que você aponta nas dietas de maior sucesso?

 

Observo muitos focados em emagrecer, perder peso. Na verdade o propósito deve ser reeducação alimentar, mudança no estilo de vida. Este é o caminho.  De nada adianta, por exemplo, comer bem e viver estressado ou ser sedentário. O corpo sente e dá sinais.  O que nos mantem vivos diariamente é o bom funcionamento de nosso organismo. Neste processo cada órgão deve operar em harmonia para que possamos realizar nossas atividades diariamente. Entretanto, quando há algum desequilíbrio pode haver uma “pane” em determinada parte do sistema.

As pessoas só conquistarão saúde e qualidade de vida quando compreenderem que trata-se de um conjunto de atitudes -  alimentação, exercícios, controle do sono e estresse, equilíbrio corpo, mente, espírito - que levará uma pessoa a níveis que vão além de perder quilos, mas possibilitarão conquistar uma vida saudável. Sem uma mudança integral, a pessoa após perder os desejados “quilos” extras, pode retornar ou manter os velhos hábitos e ganhar novamente peso. A perda de peso será uma consequência de um organismo mais sadio, menos inflamado por determinados alimentos. É preciso ir além de dietas para perder peso e passar a enxergar o todo!

Cada indivíduo é único e deve ser acompanhado conforme suas especificidades. Mas praticar atitudes alimentares e ter um estilo de vida mais qualitativo é algo que serve para todos. Começa desde a infância e segue por toda a vida. Muitos, quando adultos, encontram grande dificuldade de modificar a dieta alimentar exatamente porque quando pequenos foram introduzidos aos congelados, aos doces com açúcar refinado (um veneno para o organismo); à farinha branca, ao glúten entre outros produtos.

 

Qual a sua avaliação do uso das redes sociais na questão da difusão da vida saudável? Você acha que elas auxiliam as pessoas?

 

Acredito ser muito positivo as pessoas usarem as redes sociais como uma ferramenta para troca de conhecimentos e vivências, além de poderem compartilhar e incentivarem umas as outras a terem uma vida mais saudável e com mais qualidade de vida. No entanto, apesar da extensa quantidade de informações que há hoje disponível na Internet, isso não anula em nenhum momento um acompanhamento com um médico, um nutricionista e outros profissionais da saúde. Cada indivíduo é único e deve ser avaliado de perto por especialistas. O que serve para um nem sempre vai funcionar para outro. Neste sentido acredito que as redes sociais foram e são muito importantes na difusão de uma vida mais saudável e serviu como “gatilho” para muitos indivíduos, mas o acompanhamento de perto por profissionais da saúde é essencial para uma mudança efetiva e segura para uma vida saudável.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.