Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

Conheça o 'Pound', nova modalidade que promete queimar até 900 calorias por aula

Grande novidade nas academias do país, atividade mistura movimentos de tocar bateria com exercícios de alta intensidade e yoga


28/08/2017 às 15:11

Por Juan Gabriel

Uma nova modalidade de exercício físico vem fazendo a cabeça dos entusiastas do mundo fitness. A novidade chama-se ‘Pound’ e sua grande sacada é combinar exercícios de alta intensidade, treinamento cardio, yoga e pilates com... os movimentos de tocar bateria. Sim, a ideia principal é misturar a movimentação comum para bateristas com outras atividades, possibilitando uma queima de até 900 calorias por aula.

A modalidade foi criada em 2011, nos Estados Unidos, pelas bateristas e também atletas norte-americanas Kristen Potenza e Cristina Peereenboom. Munidas de um par de baquetas Ripstix – que possuí o dobro do peso de uma baqueta comum – as mulheres desenvolveram o treino que vem sempre acompanhado de muita música, é claro.

A responsável por trazer o Pound para o Brasil foi a personal trainer e criadora da assessoria esportiva Fitness Care, Lucy Kuroiwa. Segundo Lucy, seu primeiro contato com a modalidade ocorreu por meio de uma aluna. Interessada na proposta, viajou até os Estados Unidos onde pode se aprofundar no método.“Estive na Califórnia, para aprender a técnica no ano passado. Em setembro realizei o treinamento e voltei para o Brasil, implementando o Pound no começo deste ano”, explica.

A profissional ressalta que não há restrições, tanto físicas quanto de idade para a prática do Pound. Além disso, ela elenca quais os principais benefícios da modalidade para o organismo. “Ajuda na melhora da coordenação motora, equilíbrio, postura e tônus muscular. Também promove a redução da gordura corporal e da pressão arterial além de trazer benefícios para mente como foco e concentração, diminuindo estresse e ansiedade”.

Aulas

Por ser uma modalidade que combina ginástica com músicas, geralmente alternando entre o rock n’ roll e dance, as aulas costumam manter um ritmo progressivo com intervalos de picos intensos. A aula é divida em duas partes: Aquecimento e principal. Durante o aquecimento, os alunos executam movimentos simples embalados por músicas de baixa velocidade. É nessa fase que há também o primeiro contato com as baquetas Ripstix.

Já durante a parte principal, costuma-se executar uma variedade de movimentos que combinam membros superiores e inferiores em diferentes intensidades. “Os movimentos são combinados com o trabalho aeróbico, além de treinamento de força com movimentos inspirados no yoga e pilates. Com as baquetas, a pessoa realiza movimento com os braços como se tocasse uma bateria. O treinamento é bastante dinâmico. Há uma grande variação rítmica nas aulas, sempre com músicas bem agitadas e animadas”, explica Lucy.

A biomédica Nicole Vieira é uma que já adotou o Pound a rotina. Ela conta que foi atraída pela forma dinâmica na qual a atividade é executada. Fã de rock, conseguiu ainda conciliar a paixão pelo gosto musical com os objetivos dentro da academia. “O Pound está me ajudando na queima calórica sim, pois suamos bastante e é uma atividade completa que abrange todas as partes do corpo. É uma aula que está complementando os meus objetivos de emagrecimento e fortalecimento, buscando saúde e bem estar ao mesmo tempo, sem cair na rotina cansativa da musculação”, conta a praticante.

Os bateristas

Tocar horas e horas durante um show é tarefa para poucos. Se o esforço gasto na hora de tocar bateria foi a grande inspiração para o surgimento do Pound, nada melhor que conversar com alguns bateristas para saber, afinal, como aguentar o pique no palco?

O baterista da banda Hawake, Thiago Leão, investe em exercícios funcionais. “Muitos bateristas focam em musculação, mas por circunstâncias que já passei, foco nos alongamentos e exercícios que me levam a ter resistência e manutenção de partes do meu corpo que têm engrenagens, como pescoço, ombros, cotovelos, punhos, quadril, joelhos e tornozelos”.

Já o percussionista da Amazonas Filarmônica, Leonardo Pimental investe em repouso e hidratação. “Atualmente não tenho praticado exercícios, mas recomendo a natação, que já fiz no passado. É importante também estar descansado e se hidratar. Eu tomo bastante água no decorrer das apresentações”. 


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.