Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

Grafiteiro Raiz Campos dá toque especial à cenografia da ópera ‘Dessana, Dessana’


26/04/2018 às 10:41

Rosiel Mendonça
rosiel@acritica.com

Conhecido autor de alguns dos megamurais que embelezam os viadutos de Manaus, o grafiteiro Raiz Campos está dando um toque mais contemporâneo ao cenário da ópera “Dessana, Dessana”, que estreia no próximo domingo (29), no Teatro Amazonas, dentro da programação do 21º Festival Amazonas de Ópera. Ele assina a cenografia do espetáculo ao lado de Giorgia Massetani.

Confira o relato que o artista postou em seu perfil do Facebook:

“Tem sido uma experiência de trabalho incrível. Cenografia não é uma parada fácil e conviver um pouco com os profissionais da área foi engrandecedor demais. Imensamente grato a Secretaria de Cultura do Amazonas, ao Maestro Luiz e a Flávia Furtado por esse convite maravilhoso. Agradeço ao Soft e Ploris, grafiteiros manauaras, pela força durante esse processo cenográfico e a toda equipe do CTP, onde fizemos o cenário, pelo apoio e paciência em todas as horas, aos mestres da cenografia amazonense Mizael, Casinha e Jorge. Gratidão especial a cenógrafa Giorgia Massetani e ao construtor cênico Alício Silva que me deram toda base e apoio para executar um bom trabalho. Vocês são demais!! Só tenho a agradecer!! Feliz demais de pensar em ver minha arte naquele palco! Graças a Jah!”.

Sobre a ópera

Com uma produção inteiramente amazonense, “Dessana, Dessana”, de Adelson Santos, aborda a identidade amazônica sob uma linguagem contemporânea. A ópera, que conta o mito do começo do mundo por meio da tradição do povo Dessana, tem duas horas de duração.

A obra também será apresentada nos dias 3 e 5 de maio, com o Balé Folclórico do Amazonas, Coral do Amazonas, a Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, os tenores Enrique Bravo, Fabiano Cardoso, Humberto Vieira, Miquéias William, Juremir Vieira, Alberto Corrêa e Everaldo Barbosa, as sopranos Tamar Marcelice, Carol Martins e Kátia Freitas, as mezzo-sopranos Marinete Negrão e Kelly Fernandes, o baixo Emanuel Conde, e os barítonos Joubert Junior e Moisés Rodrigues. A direção musical e regência é de Otávio Simões.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.