Publicidade
Blogs

Marco Antonio de Biaggi ministra palestra em Manaus e fala sobre trajetória pessoal e profissional

Em encontro nesta segunda-feira na Manaus Expo Beauty, hair stylist ministra a palestra motivacional “A Beleza da Vida”, a partir das 17h, no Salão Nobre do Studio 5 Centro de Convenções 01/10/2018 às 13:46 - Atualizado em 01/10/2018 às 13:48
Show marco 4da356c1 8792 4dc5 9fd1 e895b21fe0ae
Paulo Vitale/Reprodução

Por Mayrlla Motta

“Eu desejava as coisas simples da vida”. As palavras são de Marco Antonio de Biaggi, conhecido como o cabeleireiro das estrelas, que estará em Manaus nesta segunda para ministrar a palestra motivacional “A Beleza da Vida”, que conta sobre a trajetória dele de superação de um câncer.

O evento, que faz parte da Manaus Expo Beauty, ocorre a partir das 17h, no Salão Nobre do Studio 5 Centro de Convenções (Av. Gen. Rodrigo Otávio, 3373, Crespo). Os ingressos a R$ 120 podem ser adquiridos na bilheteria do local ou no site Guichê Web.

A palestra é inspirada na biografia homônima escrita por João Batista Jr. O livro narra como um garoto da periferia, nascido numa rua de terra se tornou um dos cabeleireiros mais famosos do planeta, dono de um império da beleza. “Na palestra conto como fui galgando passo a passo para chegar no topo. Falo de segredinhos cabalísticos que eu acreditava, minhas crenças no início da carreira, além de histórias picantes e engraçadas sobre as minhas viagens pelo mundo inteiro penteando as estrelas para a capa da Playboy, que leva o público às gargalhadas”, disse o hair stylist que fez mais de mil e cem capas de revista em 30 anos de carreira.

Foi durante o Réveillon de 2015, quando chegou ao auge do sucesso, ou no “topo” como ele gosta de chamar, realizando sonhos materiais e trabalhando num salão gigante e mundialmente conhecido, que Biaggi descobriu um linfoma. E assim como diz o velho ditado, “sem lutas não há vitória”, Marco superou a doença e hoje comemora a cura.

Após a batalha contra o câncer, Marco diz enxergar hoje o mundo com outros olhos. Durante anos o lema dele foi aproveitar o momento de estar no topo. Segundo ele, quando se deu conta, 20 anos já haviam de passado e ele seguia uma rotina incessante, onde muitas vezes nem tinha tempo para si. “Eu não tinha um domingo livre porque eu era o rei das capas, e todo domingo tem capa de revista. Então essa coisa de família de sentar no domingo em volta de uma refeição eu não tinha”, conta.

Biaggi passou seis meses no hospital e, quando estava lá, os desejos não eram mais os materiais, eram as coisas simples da vida. “Eu só pensava em voltar a andar no sol de Copacabana, tomar um expresso duplo no café da livraria Cultura, onde eu adoro passar horas e horas, comer um pastel da feira. Numa hora dessas você só pensa em ter tempo, respirar, olhar ao redor. Eu tenho um terraço enorme com árvores frutíferas, mas eu ficava anos sem ir lá, afinal, vivia sempre na correria, então essa vida eu não quero nunca mais. Sentar, conversar com alguém e dar uma boa prosa, é isso que quero”, declara.

Num balanço da carreira, ele diz que não mudaria nada. “Talvez ter um dia para mim. Eu não trabalharia na segunda-feira, mas não dá para mudar o passado onde trabalhei 30 anos todas as segundas-feiras. Eu mudaria apenas isso”, disse.

Atualmente ele se dedica ao trabalho no salão em São Paulo e tem produzido algumas capas; ao Rio de Janeiro foi apenas para dar uma entrevistar a Ana Maria Braga, mas não ainda a trabalho.

Para finalizar a entrevista, ele deu uma dica para quem está começando agora no mundo dos cabelos: “Não pule etapas. Invista num bom marketing. Hoje em dia os instagrans são maravilhosos, mas quando a mulher chega no salão e o procura, não passa de um bom fotógrafo e que sabe postar fotos. Não pule etapas. Eu comecei varrendo o chão, lavando cabelo até chegar no ápice”, finaliza.