Publicidade
Blogs

Moda do Amazonas desponta e ganha destaque

Com talento, estilista, blogueiros e modelo conquistam a cena fashion nacional e internacional 03/01/2019 às 17:24 - Atualizado em 08/01/2019 às 16:44
Show capturar 278b203a 7826 42c9 aef5 8884a2be00f6
Coleção de Carolina Otília, inspirada na região Amazônica. (Foto: Estúdio Lumi)

O número de seguidores e visualizações em suas redes sociais são convertidos em resultados no mundo real. Muito além do sucesso na internet, elas estão inseridas de maneira muito mais ampla no mundo da moda e, por isso, deixam sua marca por onde passam. Conheça as amazonenses que se destacaram Brasil afora, virando referência entre as tendências nacionais.

Carolina Otília é estilista e está morando em São Paulo. Teve como maior conquista este ano a produção executiva e produção de moda da última edição da revista Elle, toda feita no Amazonas. “Por ser daí, consegui destacar meu nome nessa edição em todos os editoriais. Pra mim foi um ganho enorme sair de lá com esse destaque porque entrei na revista como estagiária. Essa edição vai ficar sempre marcada na história editorial por ter tido um resultado tão lindo e valorizado tão bem a nossa terra, de onde tenho tanto orgulho de ser. Foi tão bem avaliada nacionalmente e virou mais marcante ainda, por, infelizmente, ter sido a última de toda a história Elle no Brasil”, comentou Otília.

Vestindo a Miss Brasil este ano para a abertura do Festival de Parintins, a estilista relata que o grande significado de cumprir o desafio foi exatamente a grandeza de ter uma peça envolvida em tanto simbolismo. “Sinto que minha missão é carregar para todos os cantos que for o lugar de onde vim. Esse é o maior orgulho que devemos ter, o lugar onde nascemos, a terra que nos colocou aqui para que realizássemos tudo o que desejamos. Meu sonho é levar e mostrar o Amazonas para o mundo todo ver”, comentou.

Planalto Central

Já Luíza Maria Mello, mais conhecida como Lully Melo teve como um dos maiores destaques deste ano a sua participação no London Fashion Week, sem contar com suas dezenas de presenças mais do que confirmadas no Minas Trend e São Paulo Fashion Week. Lully também recebeu o convite especial da Gol Linhas Aéreas para estrear o primeiro vôo da companhia Brasília/Miami. O resultado de Melo, que atualmente mora em Brasília, é inegável, e não somente seus seguidores souberam visualizar isso, mas grandes marcas. Com parcerias indo da linha de beleza Vult, até a marca de carros Chevrolet, todos querem um pedaçinho da blogueira nascida na capital amazonense, e querem estar entre suas fotos de comida, beauty ou viagens.

A blogueira Lully Melo participou dos eventos de moda mais importantes do mundo da moda. Já a estilista Carolina Otília, vestiu a modelo Chris Lopes, para editorial de moda da revista Elle produzido na Amazônia

Por Dentro De Tudo

Saiba mais sobre a experiência de Otília com a moda e o Amazonas, em entrevista exclusiva dada à reportagem:

O que em sua opinião falta no mercado de moda amazonense para ele crescer e ser destaque, igual outras cidades?
"O mercado de Moda precisa de apoio dos consumidores e da comunidade local. É preciso que os amazonenses valorizem e consumam o que outros amazonenses estão fazendo. Já vi alguns (poucos) eventos de Moda acontecendo em Manaus com criadores e produtores independentes e acho que nossa população, apesar de às vezes até valorizar, não se interessa em consumir. Esses criadores precisam ser cada vez mais incentivados, com mais eventos, mais visibilidade e mais espaços para mostrar seu trabalho. Seria interessante se em Manaus houvessem feiras e eventos de Moda só com criadores locais, sem roupas desfiles com roupas compradas aqui no sudeste, sem lojas multimarcas (que predominam toda a venda de Moda em Manaus) e sem franquias de fora, porque são essas categorias as que mais vejo nos eventos que existem aí. Era necessário que houvesse um espaço de destaque para quem é amazonense e está ali criando sua própria Moda e não trazendo roupas de fora".

Carregas muito do Amazonas em suas obras, podemos observar isso nas suas últimas coleções inspiradas em elementos regionais. Achas que sempre fará questão de mostrar suas raízes?
"Sempre fiz e sempre farei questão de ter minhas raizes junto de mim no meu processo de criação, mesmo que não seja literal. Já fiz coleções com temas muito distantes dos temas regionais, mas sempre tentei usar outros temas que também tenham muitos valores culturais, onde eu possa estudar e ler sobre novas culturas e sociedades como gostaria que olhassem para a nossa. Mesmo que a inspiração de algumas coleções e peças não sejam diretamente ligadas a elementos regionais, no meu processo criativo eles sempre estão lá. É um diferencial enorme que tenho em qualquer trabalho que realizo aqui, a bagagem de informação cultural que trouxe do Norte. Sempre optarei por levar isso comigo profissionalmente, pois é um privilégio enorme ser de onde sou e sei que toda essa inspiração vai sempre me somar muito".    

Quais suas próximas ambições e metas para o próximo ano
"Em 2019 vou fazer um curso de especialização em alta costura para Moda Festa e Noivas. Penso em entrar em alguma marca já consolidada nessa área aqui em São Paulo, mas também com ajuda do curso, poder desenvolver alguns modelos para levar pra Manaus e tentar crescer o número de vestidos de festa que faço para as manauaras, pois é uma área que sempre quis trabalhar e acho que ajudaria a manter uma relação com o povo daí mesmo trabalhando aqui".

O que dirias para algum jovem amazonense que está pensando em entrar no mundo da moda, ou até mesmo investir na carreira indo pra SP como você fez?
“Eu diria primeiramente que não é um mar de rosas e luxo como muita gente pensa, que precisa ser muito forte e acreditar muito na sua profissão. Trabalhar com Moda é um trabalho suado e desgastante, onde você tem que estar sempre se provando para a indústria e sempre tentando provar para o mundo o valor dessa indústria. E que se for mesmo a intenção da pessoa encarar tudo isso, que ela vá em frente, sempre em frente, porque os resultados são muito gratificantes e que tudo o que a gente faz com amor e por amor vale a pena”