Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

O segredo de Isabella Taviani, novo disco e +


14/06/2016 às 10:57

Por Alexandre Pequeno

“Manaus mudou a minha vida, a cidade se revelou uma esquina, onde coisas importantes aconteceram”. A afirmação foi feita pela cantora e compositora carioca Isabella Taviani em entrevista ao BEM VIVER. “Manaus tem dessas coisas, mas não posso revelar o motivo”, complementou, em tom de segredo.

A cantora lançou recentemente seu sexto álbum intitulado "Carpenters Avenue", uma singela homenagem ao duo norte-americano de soft rock The Carpenters (Karen e Richard Carpenter), que a motivou na carreira musical. “Karen foi fundamental na minha carreira. Ela me fez querer ser cantora", revela a cantora.

Gerado a partir de 2010, a ideia principal nasceu antes do lançamento de seu quinto álbum "Eu Raio X", mas o projeto teve que ser embargado. "Eu estava com muitas músicas inéditas e precisava lançá-las", conta a cantora. Anos mais tarde, ela pôde dar prosseguimento ao trabalho, que foi divido em duas partes: uma produzida no Brasil, com o pianista, arranjador e compositor Marco Brito e uma "costura" com a sonoridade americana. Entre as faixas estão:  "Please Mr.Postan", "Only Yesterday, "A Song for You", "We've Only Just Begun", e outras.

Dionne Warwick é diva ou não?

Para promover o novo disco, Isabella iniciou uma série de shows, porém, no meio dessa correria, ela teve a honra de ser convidada para dividir os palcos em três shows da turnê nacional da grande Dionne Warwick. Isso porque, Dionne é um dos 'feats' do álbum Carpenters Avenue. As duas gravaram o dueto "Close to You", nos Estados Unidos. Dionne era a melhor amiga de Karen Carpenter.

(Isabella dividiu os palcos com a americana Dionne Warwick durante sua turnê pelo Brasil entre abril e maio deste ano. "Close to You" é a parceria das duas. Foto: Divulgação)

Outra participação internacional em “Carpenters Avenue” é a de Monica Mancini, filha do compositor, pianista e arranjador Henry Mancini. “Sometimes”, composição de Henry, é cantada por Isabella e Monica.

“Ela [Dionne] não gosta de ser chamada de diva. Ela diz que as divas não rezam, ela reza”, disse a carioca, sobre o contato com americana. Ambas dividiram os palcos no Citibank Hall, em São Paulo, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e o Palácio das Artes, em Belo Horizonte. “À medida que fomos cantando, fui aprendendo muitas coisas. Me elogiou bastante”, conclui.

Confira a entrevista que a cantora e compositora Isabella Taviani concedeu ao jornal A CRÍTICA 

Siga @bemviverblog no Instagram


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.