Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021

Outros jeitos de ler

Em sua crônica deste mês, a escritora Myriam Scotti fala sobre como a tecnologia pode ser um caminho para nos mantermos em dia com as notícias e com a cultura


03/11/2020 às 12:46

Por Myriam Scotti*

Não é de hoje que a tecnologia vem alcançando cada vez mais espaço em nosso cotidiano. Se antes a procurávamos apenas quando necessário, hoje é praticamente impossível nos imaginarmos alheios a ela. Tanto é verdade, que quando sabemos de alguém vivendo à parte de toda a parafernália tecnológica disponível, quase certo o considerarmos um estranho no ninho. O lado B de nos tornarmos dependentes desses gadgets, aplicativos, redes sociais etc., é o pouco espaço que sobra para as conversas, para os encontros onde estamos por inteiro e até para nos concentrarmos em nossas atividades. A tecnologia que nos aproxima de quem não tínhamos mais contato ou de quem mora longe, é a mesma que distancia os membros de uma mesma família, ao voltarem para casa, e se verem vidrados somente no que acontece nas telinhas cheias de entretenimento. No entanto, se formos prudentes no tempo de uso e fizermos boas escolhas quanto ao que vamos consumir, a tecnologia pode ser um caminho para nos mantermos em dia com as notícias e com a cultura de modo geral.

            Se você anda culpando o tempo escasso para ler ou a memória esquecida, por sempre deixar o livro na estante, isso não é mais problema. O aplicativo para leituras Kindle pode ser baixado em qualquer celular ou tablet. Com ele, é possível obter inúmeros títulos disponíveis nos sites de vendas de livros digitais, por um preço bem menor que o livro físico e até gratuitos. Além do valor mais convidativo, o e-book aparece de imediato na tela, e, assim, enquanto se está na fila do banco ou sentado num café esperando alguém chegar, já podemos iniciar a leitura daquele romance que há tempos tentamos encontrar uma horinha livre e nunca conseguimos. Posso garantir que, passada a estranheza inicial, você será fisgado pela leitura digital e o próximo passo será adquirir um modelo Kindle exclusivo para leitura. Há alguns anos adquiri o meu e foi um ótimo investimento, principalmente na hora de viajar. Em vez de pesar a mala com livros enormes, carrego uma biblioteca virtual inteira no Kindle, e, conforme o tipo de viagem, escolho qual leitura será mais agradável. E não se preocupe, os livros físicos continuarão a ter lugar garantido em nossas prateleiras, recheadas daqueles autores cativos, de quem preferimos ter a obra inteira disposta bem na altura do nosso olhar.

            Mas, se ler com os olhos tem sido uma tarefa difícil de cumprir, depois de uma rotina intensa de trabalho, já é possível “ler com os ouvidos”. O mercado de audiolivros vem ganhando mais e mais adeptos em nosso país. Um costume que os americanos adotam há décadas, entre nós, ainda é algo que precisamos nos acostumar. A verdade é que a falta de tempo tem se tornado grande aliada para a conquista de novos hábitos e uma porção de gente vem aproveitando o trânsito intenso das metrópoles para escutar ficção. Da mesma forma que uma biblioteca de verdade, existe uma tão grande quanto de audiolivros, dos mais variados gêneros literários, tornando mais fácil colocarmos a leitura em dia. E se além de ler, você pretende se atualizar, se divertir ou relaxar, que tal conhecer o universo dos podcasts e mergulhar numa infinidade de temas disponíveis no streaming de sua preferência? Existem podcasts sobre tudo o que se possa imaginar: notícias, literatura, música, culinária, meditação, política, negócios, esportes e mais um bocado de assunto para se escutar enquanto lavamos aquela louça que postergamos, desde o café da manhã; durante uma corrida no fim da tarde; ou, na volta para casa no horário do rush. Enfim, onde e quando quiser escutar.

            Portanto, caro(a) leitor(a), se não podemos escapar da tecnologia, que pelo menos ela colabore para sermos mais antenados. Se ainda não sabe por onde começar, deixo como dica de e-books, os meus títulos “Uma Guernica inacabada” e “Éden Tártaro”, ambos disponíveis no site www.amazon.com.br onde, inclusive, você pode navegar por gêneros literários ou pelos mais lidos.

            Agora, para estrear como ouvinte de podcast, fiz uma listinha especial dos mais escutados no momento:

1.       Café da Manhã

2.       O Assunto

3.       É nóia minha?

4.       Praia dos Ossos

5.       Daria um livro

6.       Despertar Zen

7.       Sexoterapia

8.       FDGames

9.       Papo de política

10.   Litterae

11.   Vinte mil léguas

12.   Calcinha larga

13.   Sacadas de empreendedor

 

            Até mês que vem!

 

 

 

 

* Myriam Scotti é escritora. Nasceu em Manaus, formou-se em direito pela Universidade Federal do Amazonas e exerceu a advocacia até 2010. Das suas vivências com o filho, surgiram crônicas e histórias infantis, momento em que resolveu dedicar-se totalmente à escrita e publicar seus primeiros livros.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.