Publicidade
Blogs

Páginas na internet registram casas com decorações inspiradoras

"Uma casa não precisa ser impecável para ser acolhedora. É melhor ter uma casa gostosa para viver do que um lugar lindo para exibir", dizem as criadoras do blog Histórias de Casa 04/09/2017 às 14:08
Show 1267507

Rosiel Mendonça
rosiel@acritica.com

A internet é uma fonte inesgotável de referências para quem busca por decorações inspiradoras para o lar. São centenas de sites, perfis e canais que levam dicas para quem pensa em turbinar o décor de casa por conta própria. O lado negativo é que algumas páginas acabam dando muito destaque a produções do tipo showroom – impessoais e com aspecto “fake”. O blog Histórias de Casa faz o oposto disso. 

Para começar, o projeto das designers de interiores Bruna Lourenço e Paula Passini, atualmente com mais de 300 mil seguidores no Instagram, apresenta conteúdo 100% autoral sobre diferentes de lares e jeitos de viver. Os posts, ou histórias, são divididos em “capítulos”, que desvendam os laços afetivos entre o morador e casa, mas também mostram em detalhes os cantos mais charmosos dos espaços visitados.

Bruna e Paula se conheceram quando trabalhavam no mesmo site de decoração. As duas sempre buscaram referências na internet e seguiam os mesmos blogs, mas sentiam falta de uma página brasileira que não se resumisse à reciclagem de fotos prontas ou do Pinterest. Daí veio o estalo para um blog que mostrasse casas brasileiras reais e suas particularidades.

“Ao invés de falar apenas sobre decoração, quisemos ir mais a fundo. Falamos da relação afetiva das pessoas com suas casas, de como elas despertam memórias e de como são uma extensão de nós”, conta Bruna. “Acho que além de inspirar as pessoas com ideias que elas possam reproduzir ou adaptar em casa, o nosso maior papel é incentivar as pessoas a amar suas casas e a se dedicar mais a elas”.

Sem 'produção'

No início do “Histórias de Casa”, os lares visitados eram de amigos e conhecidos – inclusive, as duas primeiras histórias mostraram as casas da próprias editoras do blog. “Depois, nosso leque foi se abrindo. Normalmente, os moradores que fotografamos indicam amigos com casas legais, mas também temos uma curadoria bastante ativa de caçar casas com o perfil do site”, acrescenta Paula.

Ela garante que as residências que visitam não passam por produção antes das fotos, a não ser por “edições” mínimas. “As casas são mostradas como realmente são, sem itens emprestados de lojas, como as revistas fazem. A única intervenção que fazemos é organizar os espaços e esconder itens não tão ‘estéticos’, como controle remoto, detergente na pia da cozinha, etc”.

Bruna diz que visitar a casa das pessoas é a parte mais legal do trabalho. “O que mais procuramos durante essa visita é conhecer um pouco o morador e entender como a personalidade dele se reflete na casa. É muito interessante chegar na casa de alguém e aos poucos ir desvendando cada detalhe, inclusive procuramos passar essa sensação com as fotos também”.

Casas que ganharam perfil no Instagram

@casa_dos_fundos: Página do lar doce lar de um casal de “noivoridos” de Belo Horizonte. Eles dizem buscar um “décor autoral e cambiante”.

@apartamento84: A blogueira Rayza Nicácio publica um “diário” com as metamorfoses do seu apartamento em São Paulo.

@meuapartamento207: A personal stylist amazonense Dila Kotinski, que se mudou há pouco tempo para um apartamento de 60m², dá dicas ao estilo “faça você mesmo”.

@apt1002: Diversos ângulos de um apartamento com referências industriais e contemporâneas em Porto Alegre.