Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

Profissionais dão dicas para evitar lesões durante exercícios

Personal trainer e fisioterapeuta esportivo falam sobre erros mais comuns e como se prevenir de traumatismos


21/08/2017 às 16:13

Por Juan Gabriel

Entre um final de semana e outro, o estudante universitário Carlos Calderon costumava jogar futebol com os amigos. A paixão pela atividade era a mesma que embalou por anos o sonho de jogar profissionalmente nos Estados Unidos. Um descuido, porém, acabou interrompendo os planos do jovem que ao longo de dois anos precisou encarar uma lesão no menisco.

“Eu machuquei três vezes jogando futebol. A primeira foi uma pancada no joelho, já as outras duas foram meses depois, primeiro chutei errado e senti um estalo. Em outro dia, estava correndo com a bola e senti novamente o estalo. Como inchou mais, fui a um médico que me indicou a cirurgia no joelho”, explica Carlos, quase um ano após o procedimento.

A história chama atenção para um fantasma que assombra dos competidores de alto rendimento aos “atletas de final de semana”: As lesões. Por sorte, algumas atitudes podem ser tomadas para ajudar a diminuir os riscos e prevenir entorses, estiramentos e outras complicações.

Uma delas é o acompanhamento de um profissional capacitado antes mesmo de incorporar a prática esportiva na rotina, conforme explica o fisioterapeuta esportivo Renan Gonçalves. “É importante que no início e durante a temporada os atletas procurem profissionais capacitados que trabalham com ferramentas de análises biomecânica para avaliar a qualidade do movimento e identificar os atletas, sejam profissionais ou amadores, que apresentam déficits, consequentemente, maior risco de lesões. Além disso, manter hábitos de vida saudáveis, como uma boa alimentação e evitando o consumo de álcool e cigarro podem ajudar”.

O fisioterapeuta ainda alerta para as lesões mais comuns durante a prática de atividades físicas. “Estudos demonstraram que as lesões musculares (ex: estiramentos) são as mais frequentes em atletas, seguida por lesões articulares (ex: entorses), sendo a causa mais comum das lesões é devido ao "overuse" (termo usado para se referir ao excesso de repetições em um determinado movimento), provocando microtraumas no local”, explica.

Na academia, os riscos são maiores. Ao manusear pesos e os demais aparelhos é preciso prestar atenção na execução correta do exercício. Para os recém-chegados, atenção redobrada. “Muito comum o aluno se lesionar, principalmente quando ele não respeita os limites corporais, extrapolando cargas e exagerando na execução de exercícios mais complexos”, explica a personal trainer Vivian Ramos, que completa. “As mulheres reclamam bastante de lesões no Joelho, já os homens nos ombros. Acredito que pelo foco individual que dão a essas regiões”

A dica da personal para evitar situações como essa, tanto na academia quanto em exercícios físicos que costumam ser feitos sem auxilio de profissionais, como o caso de Carlos, é o fortalecimento da musculatura com exercícios funcionais. “É importante ressaltar a importância de exercícios de fortalecimento muscular visando à prevenção de lesões aos praticantes de esportes de finais de semana, tipo futebol, vôlei e corridas amadoras. A prevenção com treinamentos funcionais lhe trará longevidade na prática dessas atividades, dando mais segurança e estabilidade ao se movimentar”, afirma Vivian.

Erros comuns

O especialista da rede de academias SmartFit e professor de educação física, Tony Márcio Batista, lista os 3 erros mais comuns cometidos dentro das academias e explica como evita-los.

 1.  Execução de exercícios complexos, como por exemplo, Stiff e Levantamento Terra, para iniciantes em academia.

Determinados treinos na musculação exigem prática na execução, pois se o movimento é feito de forma incorreta pode acabar causando graves lesões. Um iniciante na musculação deve ter o acompanhamento de um professor, além de praticar exercícios sem um nível de dificuldade muito elevado.

 

2.  Execução de exercícios com excesso de carga, feitos em movimentos curtos e falta de postura.

Para um melhor resultado na performance muscular é necessário que a pessoa realize movimentos longos e com um cuidado redobrado na postura. Esse alto volume de carga muitas vezes faz com que o executante não preste atenção na postura correta, pois o foco está apenas em aguentar o peso. Esse erro causa lesão nas articulações e ligamentos, o que prejudica o atingimento da hipertrofia, pois o musculo não é alongado devidamente.

 

 3.  Exercícios de bíceps e tríceps em pé.

Quando realizados em pé com o excesso de carga, o movimento automático do tronco promove uma compressão nos discos intervertebrais (discos presente entre as vértebras da coluna), causando protusões discais, lombalgias, dentre outros graves problemas.

 


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.