Publicidade
Blogs

Saiba os mitos e verdades sobre o uso do protetor solar no dia a dia

A especialista Raquel Cavalcante em entrevista exclusiva, esclarece dúvidas e desmistifica algumas crenças sobre o produto 12/11/2018 às 15:42
Show 1702636 58dfe009 90eb 49b4 aeab a73d1cd21b11
O uso do protetor solar é cada vez mais indicado para a saúde e proteção da pele. (Foto: Divulgação)

@mariapaulasantos
Manaus/AM

Com as altas incidências dos raios solares, sobretudo nos dias mais quentes como no verão, o uso do protetor solar é cada vez mais indicado para a saúde e proteção da pele, principalmente em um país como o Brasil onde o câncer de maior incidência é o de pele, que corresponde a 30% dos tumores malignos diagnosticados, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Por isso ainda é comum surgirem muitas dúvidas e até mesmo crenças sobre o uso do produto, além da falta de cuidados, informações erradas e alguns hábitos incorretos que podem prejudicar a pele. Por isso conversamos com a dermatologista Raquel Cavalcante que esclareceu alguns mitos e verdades sobre o uso do filtro solar.

A doutora Raquel ainda destaca que cada caso é sempre recomendado que antes da compra do protetor solar é ideal a vista ao dermatologista para que seja examinada a pele e assim, mais fácil de achar s eu filtro ideal. Mas isso obstem os cuidados necessários para a reeducação quanto ao cuidado da pele, para que o uso do produto seja um costume diário por exemplo.

Mitos e Verdades

Peles morenas não precisam usar filtro solar?
MITO. As peles morenas por produzirem mais melanina, pigmento que dá a coloração, por isso são mais protegidas, porém podem adquirir manchas de maneira mais fácil. “Peles morenas realmente possuem maior chances de manchar e de criar pigmentações pós-inflamatórias, causadas por espinhas e picadas de inseto. Então pele morenas, negras, todos devem usar filtros e hoje em dia temos no mercado produtos com cor para todos os tons de pele que são agradáveis cosmeticamente e se adéquam ao paciente”, comentou a doutora.

É verdade que não devemos usar filtro solar corporal diariamente na face?
VERDADE. “O filtro solar corporal não tem uma cosmética tão boa para o rosto como os filtros apropriados tem. Não indicamos que use, mas se usar todo dia não vai atrapalhar nem fazer mal, existe apenas a possibilidade do rosto ficar mais oleoso. Geralmente o filtro de corpo pode ser mais grosso ou não ter cor e o ideal seria que todos usassem filtro com cor, ao menos mulheres”, ressaltou Raquel que também citou a importância das formulações faciais sã adequadas para esta região do corpo, algumas até possuem toque seco e combatem a oleosidade, pois contêm ativos específicos para o rosto, colo e mãos.

Nos dias nublados não é preciso usar protetor solar?
MITO. O protetor solar deve ser usado em qualquer clima ou estação do ano. Os raios solares mesmo não visíveis a olho nu estão presentes durante todo o dia. “Mesmo que não tenha muita incidência solar, a radiação ultravioleta consegue passar mesmo nos dias sem sol. Além disso, todas as luzes ao nosso redor, como do computador por exemplo, podem manchar a pele, e também as próprias lâmpadas de dentro de casa também, então devemos usar sempre!”, disse.

Os protetores devem ser reaplicados a cada 2h?
VERDADE. A cada 2 ou 3 horas devemos repetir a aplicação principalmente se estivermos imersos na água por muito tempo. Mas, lembrando, o suor e outros fatores também interferem e por estes motivos precisamos repor principalmente em exposição contínua. “Em um mundo ideal deveríamos estar atentos a reaplicação, mas a gente sabe que no dia a dia fica um pouco difícil então orientamos que ao menos em casos de exposição direta ao Sol, como em praias, piscinas, etc, façam essas reaplicações, e no decorrer do cotidiano que use ao menos um pó que tenha um pouco de proteção solar, que não é o ideal, mas já é uma ajuda”, comentou Raquel.

Quanto mais filtro eu aplicar, mais protegido estarei?
VERDADE. Não podemos economizar nem espalhar de qualquer forma o produto, pois muitas vezes esse ato acaba manchando a pele. O ideal é aplicar cerca de 2 mg/cm² - ou de forma mais caseira 1 colher de chá para cada área do corpo como o rosto, colo e pescoço. “Passar pouco filtro é uma das maiores causas de achar que protegeu e no fim aparecer machucados e manchadas, então deve-se atentar a quantidade sempre”, destaca.

Em ambientes fechados, com luz visível, não preciso aplicar filtro solar?
MITO. As luzes visíveis, que compreende a luz de lâmpadas artificiais, celulares, televisões e computadores, podem causar manchas, então a proteção vale para elas também, assim como frio e vento. “Hoje em dia muitas gente passa o dia todo exposto as radiações de luzes artificiais e até mesmo o calor que podem manchar a pele, então o ideal é transformar o filtro como parte da nossa rotina, principalmente quem já tem problemas de pele e para quem não tem, como uma forma proteção para problemas maiores como câncer de pele”.

Todo filtro solar deixa a pele oleosa?
MITO. Alguns filtros são específicos para pele oleosa, geralmente esses filtros têm uma base diferente, menos pesadas e livres de óleo na sua formulação. Alguns também tem em sua composição ativos que deixam um toque seco na pele ou que controlam o oleosidade excessiva durante o dia. “Hoje em dia temos muita opção boa e variada para todos os tipos de peles diferentes e cores diferentes, aquele cheiro de praia que era super pesado não existe mais”, afirma a doutora.

Se eu usar maquiagem com proteção solar estou protegida?
VERDADE. “Se puder usar sempre é melhor, mas é um complemento, não podemos achar que só isso é suficiente pois esses produtos tem um FPS – fator de proteção solar- bem baixo, o ideal em regiões quentes como em Manaus é que sejam de 30 para cima ou 50,70 para cima, as maquiagens tem um fator normalmente de 15 ou 20. Então recomendamos sempre o uso de ambos os produtos juntos, então não precisa priorizar sempre a maquiagem com proteção, o mais importante é o uso do filtro, então pode usar maquiagem sem FPS para compensar usando o filtro solar”, finaliza.

Saiba +

O termo “bloqueador solar” hoje em dia é proibido de ser usado, pois dava a falsa impressão ao consumidor de que havia “bloqueador a pele” então estava livre para não se preocupar com os raios solares. “Não é porque esta com filtro que está completamente protegido e poderá se expor ao Sol, ele é somente uma ajuda, uma proteção necessária. Nos inclusive prescrevemos muito também medicamentos via oral que ajudam nesses cuidados da pele”, disse Raquel Cavalcante.