Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

São João, São João, acende a contagem de calorias da minha alimentação!

Profissionais listam estratégias alimentares para melhorar a saciedade, evitar o aumento de peso e gastar o que foi consumido durante os festejos da temporada 'julina'


29/06/2016 às 15:54

Por Lucy Rodrigues*

O mês de junho já está acabando, mas só agora, com o encerramento do Festival Folclórico de Parintins, começam a “pipocar” na agenda dos amazonenses as tradicionais festas e arraiais. É  nessa época do ano que a maioria - e eu me incluo nela - sai completamente da dieta e se esbalda em tentações gastronômicas, que dificultam a vida de quem quer ter uma alimentação equilibrada ou perder peso. Para nos ajudar a não enfiar tanto o pé na jaca - ou seria no milho? - conversei com duas profissionais da área de nutrologia e nutrição. Confere só quantas informações legais!

Quando o festejo é dentro de casa:

Na hora dos comes e bebes das festas julinas é mesmo bem difícil manter o controle! Então, algumas estratégias alimentares podem te ajudar a melhorar a saciedade, evitando o aumento de peso, e até mesmo ajudando a gastar o que foi consumido. 

A Dra. Veruza Sampaio, médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), apontou como dica fazer uma substituição dentro do mesmo grupo de macronutrientes - Hein? – Ok, eu explico melhor! Ao ingerir o milho e seus derivados, o ideal é que outros carboidratos, como pão, arroz e macarrão, não sejam consumidos ao longo do dia. Sendo assim, estes últimos devem ser evitados.

A médica também comenta que é possível manter a composição corporal “aproveitando o efeito térmico das danças típicas, para aumentar o gasto calórico”. Ou seja, dance quadrilha e pé de serra a noite toda e pode comer sem medo de ser feliz, sô!

Outra orientação da especialista é se atentar para escolher os melhores ingredientes na hora de preparar os quitutes tradicionais, por exemplo:

 

·  Usar ingredientes de boa procedência (em geral são perecíveis);

·  Optar por gorduras mais saudáveis como a ghee ou o óleo de coco;

·  Buscar carboidratos de menor índice glicêmico, mais ricos em fibras;

·  Enriquecer com fontes proteicas de melhor valor biológico;

·  Preferir menores quantidades de sal, açúcar, ingredientes desnatados ou lights.

 

Quando o festejo é na casa de amigo ou arraial:

Impossível seguir tudo isso se você vai comer fora de casa? Nesse caso, há outras opções de escolhas. A Dra. Veruza Sampaio comenta que o amendoim e a pipoca são os alimentos mais saudáveis da lista de guloseimas (eba!), em função da boa oferta de fibras, de proteínas, de gorduras ditas “boas” em associação a vitaminas, minerais e antioxidantes, como a luteína da pipoca e o resveratrol da casca do amendoim. Fui comentar isso com a minha irmã, ela disse que não faz ideia do que seja “luteína” ou “resveratrol”, mas sempre achou mesmo que a pipoca e o amendoim fossem "gente boa e do bem!", rs! Bem, a Luteína é um carotenóide de vitamina, semelhante à vitamina A e beta-caroteno; e o resveratrol é uma substância (polifenol) que pode ser encontrada principalmente nas sementes de uvas, na película das uvas pretas e no vinho tinto. Os dois tem ação antioxidante e atuam prevenindo doenças e o envelhecimento celular.

Outra conversa que tive, foi com a nutricionista do Hapvida Saúde, Roseanny Cristina, que citou outros alimentos menos calóricos e que, moderadamente, podem ser consumidos sem peso de consciência, pois trazem benefícios para a saúde da pessoa.

“O milho é um alimento que possui diversos nutrientes, como carboidratos (por isso é considerado um alimento energético), rico em fibras (que pode auxiliar na saciedade, bom funcionamento intestinal, controle da glicemia - taxa de glicose no sangue - diminuição do colesterol), vitaminas do complexo B (relacionadas à boa função neurológica), vitamina A (responsável pela renovação celular, ação antioxidante) e ferro”, explica.

 Outra boa pedida para quem quer aproveitar as festas sem se esquecer da alimentação saudável é a batata doce. A amigona dos adeptos das academias, além de fornecer energia e facilitar o ganho de massa muscular, ela é uma excelente fonte de ferro, potássio e vitaminas C, E e A. “A batata doce também é muito importante para os diabéticos, ela controla a glicemia, pois absorve a glicose mais lentamente”, destacou a nutricionista.

Mas, nem tudo está liberado gente. A Roseanny adverte que apesar de o milho ser benéfico, os pratos feitos com ele podem não ser tão saudáveis. “Quando essas comidas são preparadas, há a adição de açúcar e gordura, como queijos, leite condensado, entre outros. Tudo isso acrescenta calorias e, em longo prazo, pode proporcionar ganho de peso, problemas no coração, arterosclerose, entre outros”. (snif!)

A nutricionista lembra ainda que é preciso tomar cuidado em vários aspectos, desde a higiene até o valor calórico de cada um dos alimentos. “O primeiro cuidado que devemos ter é com a qualidade do alimento e com as questões de higiene. A maioria desses alimentos são perecíveis e acabam estragando com mais facilidade. Muito cuidado principalmente com os alimentos que levam leite e são fáceis de ser contaminados”. Já que não dá pra saber como esses alimentos foram preparados quando estamos fora de casa, eu aconselho evitar ou só comer se há confiança nos quesitos higiene e qualidade, certinho?

Comi demais, e agora? 

Se você não se controlou e saiu comendo tudo o que viu pela frente, vai precisar bem mais que dançar um "caracol, túnel ou serrote de quadrilha" para compensar. Tudo vai depender do seu estilo de vida e de sua taxa metabólica. Olha só o que a Dra. Veruza Sampaio recomenda:

“Nos dias seguintes é importante reduzir a quantidade de calorias/dia, investir na qualidade alimentar, hidratar mais e essencialmente aumentar o gasto calórico através do efeito térmico do exercício, que vai desde a levantar-se mais da cadeira até intensificar o exercício na academia e também aproveitar mais o efeito térmico da digestão alimentar, mastigando melhor e fracionando adequadamente as refeições ao longo do dia.” 

Bem, depois de tooodas essas informações valorosas com essas especialistas competentíssimas em suas áreas de atuação, deixo vocês livres para caprichar nas estampas quadriculadas, rendas e chapéu de palha, sem esquecer que os cuidados com a alimentação devem prevalecer mesmo nos períodos mais tentadores, como datas comemorativas. Prometam que vão se cuidar, ok? Não vale prometer e depois cantar na quadrilha: É mentira!!! Rs. Boas festas, pessoal! Fiquem de olho no Bem Viver do jornal A CRÍTICA e sigam o @bemviverblog  para conferir a programação das festas de Manaus. 

 

*A editora do Bem Viver é jornalista há mais de 10 anos, a maior parte deles dedicados à cobertura de cultura e variedades. Escreve semanalmente sobre saúde nesse espaço.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.