Publicidade
Blogs

Terapia do sal auxilia no tratamento de problemas respiratórios, de pele e estresse

O tratamento se dá por meio da inalação de partículas de sal nas chamadas Salas de Haloterapia, Salas de Sal, Cavernas ou Grutas de Sal. “São ambientes recobertos de sal. Paredes, tetos e piso usam, em média, 3 toneladas de sal para fazer uma sala que comporte até oito pessoas simultaneamente", conta José Ervolino Neto, presidente da Associação Brasileira de Haloterapia 26/02/2018 às 19:30 - Atualizado em 26/02/2018 às 19:31
Show halo1
Fotos: Divulgação

Laynna Feitoza

Muito além de salgar alimentos ou ser usado para soros, o sal possui grandes princípios terapêuticos. A haloterapia - ou terapia do sal - é uma terapia integrativa e complementar que utiliza o cloreto de sódio com alto grau de pureza, seco e micropulverizado em um ambiente com atmosfera controlada (umidade e temperatura). “É utilizada como uma terapêutica auxiliar aos tratamentos convencionais para os problemas respiratórios, algumas dermatites, psoríase e para relaxamento anti-stress”, destaca José Ervolino Neto, presidente da Associação Brasileira de Haloterapia.

O tratamento se dá por meio da inalação de partículas de sal. “O princípio terapêutico é o sal microparticulado com predominância entre 0,3 a 5 microns de tamanho. Partículas desse tamanho penetram todo o sistema respiratório sem agredir o mesmo. O sistema respiratório entende partículas acima de 10 microns como agressão e faz com que a pessoa espirre ou tussa. Por isso há a necessidade de ter equipamentos certificados para essa terapêutica. A terapia consiste na pessoa ficar nessa sala de sal, em sessões de 45 minutos, relaxada e simplesmente respirando essa atmosfera”, explica Ervolino.

O sal utilizado nos equipamentos é importado da Holanda com granulação e pureza específicas para esse fim. “Na haloterapia existem dois princípios terapêuticos: o primeiro é o cloreto de sódio puro microparticularizado que tem ação anti-inflamatória, é mucolítico, expectorante, reduz edemas das mucosas, mata vírus, bactérias e fungos promovendo intensa profilaxia das vias aéreas”, conta José.

O segundo princípio terapêutico são os íons negativos, também conhecidos como “vitaminas do ar” que são obtidos naturalmente no processo de trituração do sal no halogerador. “Os íons negativos tornam o ambiente extremamente relaxante, reduzindo o estresse, também matam vírus, bactérias e fungos e aumentam a motilidade dos cílios do sistema respiratório eliminando poluentes, alergênicos e melhorando a filtragem do ar que vai para os pulmões”, ressalta ele.

Protocolo

As sessões de haloterapia são realizadas nas chamadas Salas de Haloterapia, Salas de Sal, Cavernas ou Grutas de Sal. “São ambientes projetados especificamente para esse fim e são recobertos de sal. Paredes, tetos e piso usam, em média, 3 toneladas de sal para fazer uma sala que comporte até oito pessoas simultaneamente. São equipadas com som ambiente, TV para filmes relaxantes ou desenhos para entreter as crianças. Podem ser equipadas com iluminação cromoterapêutica para auxiliar nos processos”, comenta ele.

A terapia do sal é indicada para crianças a partir de 6 meses até pessoas de idades avançadas. As contra-indicações são pontuais: a terapia não é indicada para pessoas com o sistema imunológico debilitado devido à quimioterapia, fase aguda das doenças respiratórias, e gestantes até 3º mês de gestação. “Para hipertensos controlados, sob cuidados médicos, não é contra-indicado, pois o sal não é ingerido, e sim inalado. A quantidade de sal inalado por uma pessoa numa sessão é muito pequena, aproximadamente 100 vezes menor do que a dose máxima diária indicada para consumo. É uma terapia natural muito segura e sem efeitos colaterais”, garante Ervolino.

Blog

Luciana Gerbasi, 50

Supervisora de ensino

“Estava numa fase de muito acúmulo de trabalho e consequentemente estresse, com os sintomas de insônia, nervoso e agitação. As sessões de haloterapia são deliciosas e relaxantes, você entra numa sala repleta de sal sem iodo, e durante 45 minutos relaxa com cromoterapia - luzes coloridas, ouvindo música, deitada numa espreguiçadeira e respirando o sal puro. Já na primeira sessão dá para sentir o relaxamento e o efeito do sal na respiração que fica mais leve e mais tranquila. Meu sono melhorou, minha pele está mais sedosa, meu humor esta ótimo”.

Saiba mais

Atualmente a “terapia do sal” está difundida em praticamente todos os países europeus, Canadá, Israel, Austrália, Dubai e tantos outros. No Brasil existem salas de haloterapia em Campinas (SP), São Paulo (SP), Brasília (DF) e São Luís (MA).