Domingo, 18 de Abril de 2021

Acidente Vascular Cerebral

A melhor prevenção está na escolha de hábitos saudáveis


05/11/2020 às 08:45
O nosso cérebro é bastante irrigado com artérias, arteríolas, veias e sistema linfático. A importância dessa irrigação está relacionada com a necessidade de oxigenação da estrutura celular cerebral, pois qualquer falta de oxigênio levado pelos vasos ao cérebro pode causar dano com a perda de neurônios. Esta semana a morte de um ator que interpretava um personagem popular causou espanto tanto pela forma repentina quanto pela idade, o laudo da morte apontava um Acidente Vascular Cerebral provocado por um aneurisma.
 
O Acidente Vascular Cerebral (AVC) ocorre quando há um entupimento ou rompimento dos vasos sanguíneos que transportam o sangue para o cérebro, provocando a paralisia cerebral. Existem dois tipos de AVC: o isquêmico (entupimento das artérias) ou o hemorrágico (rompimento das artérias que causa o sangramento cerebral). O atendimento em todos os casos deve ser emergencial, quando ocorre o rompimento do aneurisma de sangue dentro da calota craniana pode levar à morte súbita.
 
De acordo com o Ministério da Saúde, a doença é o motivo mais comum de morte na população adulta no Brasil. Vários fatores são responsáveis pelos riscos de desenvolver o AVC, temos a hipertensão arterial como o principal fator, seguido por diabetes, colesterol elevado, traumatismos crânio encefálicos, estresses, tabagismo, histórico familiar, obesidade, altas concentrações de sódio no sangue, entre outros. 
 
É fundamental reconhecer os sintomas rapidamente para evitar os riscos de sequelas, a pessoa que está sofrendo o AVC deve ser levada urgentemente para o hospital mais próximo de sua residência. Os sintomas são variados, no AVC Isquêmico ocorre a perda repentina da força muscular, formigamento localizado na face, nas extremidades dos membros superiores e inferiores, tonturas, paralisia facial, desvios dos lábios, falta de reconhecimento das pessoas próximas e do seu meio ambiente, já no AVC hemorrágico há uma dor de cabeça repentina, aumento da pressão intracraniana, náuseas e vômitos, e também alteração na memória.
 
O tratamento é limitado, geralmente é feito com uso de trombolíticos e anticoagulantes, muitas vezes é necessário intervenção cirúrgica para retirada do coágulo ou êmbolo. Os pacientes que sofreram sequelas devem iniciar de prontidão a reabilitação das funções e a prevenção secundária para evitar outros casos, Infelizmente quando o cérebro é afetado não há como regenerar as células cerebrais.
 
A melhor prevenção está na escolha de hábitos saudáveis, invista em uma dieta balanceada reduzindo a ingestão de açúcar, sal, gordura e bebidas alcoólicas, realize atividades físicas moderadas diariamente como caminhadas, busque viver a vida evitando o estresse diário e um aviso para homens e mulheres: realizem seus exames preventivos anualmente, incluam exames de tomografias quando há casos na família. Cuidem-se!

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.