Publicidade
Blogs

Já faz um ano, meu amigo

Confesso que você não foi bem-vindo quando chegou. Minha estreita compreensão sobre o que é o amor não me permitiu. Era daqueles que achava “largue este cachorro e vai pegar uma criança para criar”. Como eu era pequeno… talvez ainda seja, mas certamente maior desde que te conheci. 15/03/2019 às 07:11
Show reltrix 4ad75adc 7730 46df 9cd4 190d20ace09d

Confesso que você não foi bem-vindo quando chegou.

Minha estreita compreensão sobre o que é o amor não me permitiu.

Era daqueles que achava “largue este cachorro e vai pegar uma criança para criar”.

Como eu era pequeno… talvez ainda seja, mas certamente maior desde que te conheci.

Nossa relação nem sempre foi das melhores.

Quantas vezes granhimos um para o outro.

Você se fazia de vítima e começava a latir como se tivesse sido ferido.

Sobrava esporro para mim.

Mas você também não teve vida fácil comigo.

Te esqueci no quintal no meio de um vendaval.

Precisei de um secador para tentar escapar da bronca.

Depois dessa, você jamais voltou a tocar a pata em um chão molhado.

Mas, que ninguém nos ouça. Sabe quando você me conquistou?

Foi naquele dia que tirei um dos meus dentes do siso.

Com a cara inchada e muita dor, fui me deitar cedo.

Você ficou ao meu lado a noite toda.

E tantas outras vezes que foram necessárias.

Devo a você a minha paixão por seus companheiros, os animais.

Te agradeço por todos os momentos que vivemos juntos ao longo de tantos anos.

Mas sabemos que chegou a hora de você andar por outros caminhos.

Com a certeza que estaremos sempre juntos.

Ainda que não tenha sido seu dono, fomos, talvez, algo ainda mais, amigos.

Nos apoiamos em tantos momentos.

Não era para estar contigo no dia da sua partida.

Você precisava estar no melhor dos seus colos.

Junto a quem você daria tantas vezes fosse necessária a sua vida.

Obrigado Harry.