Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

Mês de janeiro e o assunto só é um: volta às aulas e compra de material escolar

Separei algumas dicas pra dividir com vocês pra economizar, fazer um dinheiro extra ou até contratar alguém pra comprar o material para você, que não tem tempo. Ah, também vou disponibilizar a lista do Procon de itens proibidos para as escolas pedirem.


17/01/2017 às 11:08

Por Mariane Cruz

Separei algumas dicas pra dividir com vocês pra economizar, fazer um dinheiro extra ou até contratar alguém pra comprar o material para você, que não tem tempo. Ah, também vou disponibilizar a lista do Procon de itens proibidos para as escolas pedirem.

Em primeiro lugar, pesquise! Vale ir nas livrarias, papelarias, pesquisar pela internet, enviar um email pedindo orçamento ou até mesmo ligar. É fundamental. A diferença de preços é muito grande. Eu fiz uma tabela no excel e fui comparando os valores. Dá pra fazer uma boa economia. Se unir com outros pais/mães pra comprar no atacado também é uma boa ideia. As lojas Queiroz, Salmo 91, Rymo, Maxpel e Tropical são algumas opções.

Livros. Há grupos no facebook de classificados de compra e venda. Não custa nada divulgar lá que você está comprando ou vendendo. Há livros que podem ser usados por outros alunos e vender para comprar os novos virou moda. Tentar localizar os pais de alunos da escola na internet para oferecer para eles também vale.

Há ainda serviço de compra de lista de material e entrega no endereço desejado. Recebi um dia desses uma notificação no meu instagram mas não estou conseguindo encontrar. Se alguém aí conhecer o serviço e quiser colaborar, é só deixar nos comentários.

Materiais proibidos
Atenção para os itens proibidos. O Procon baixou uma portaria no ano passado, que vale para esse ano também, dos produtos que não podem ser solicitados pelas escolas. Entre eles estão: E.V.A, balão, cartolina em geral, colas em geral, envelope, fita dupla face, entre outros. Ao todo são 34 itens. Logo abaixo está a lista completa. E o que fazer diante disso? 

Em caso de desrespeito às regras, pais, responsáveis e alunos deverão procurar primeiramente a própria instituição de ensino para a resolução. Se não houver sucesso, o consumidor poderá dirigir-se ao Procon Manaus, localizado na Rua Afonso Pena, 38, Centro, ou ligar para o 0800 092 0111.

No meu caso, uso o bom senso. Compro o que sei que será utilizado, com base na vivência do ano anterior. Os demais, não vou comprar.

E você, como faz para evitar os abusos? Afinal, a gente paga mensalidade para que a escola disponibilize materiais para o aprendizado, não é mesmo?


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.