Sexta-feira, 10 de Abril de 2020

Mentiras Secretas

Crônicas de Domingo - 16 de Junho de 2019


16/06/2019 às 00:00

A semana foi recheada de assuntos. Do Plano Dubai ao relatório da Reforma da Previdência, passando pelas revelações do The Intercept Brasil e a acusação contra Neymar de estupro e agressão. Tanta coisa junta e tanta gente falando ao mesmo tempo, com posições tão convictas e diametralmente opostas, que fico me perguntando: sobrou alguma coisa para ser falada? Vale a pena comentar? Alguém disposto a ouvir e raciocinar, refletir sobre? A impressão que tenho é que ninguém quer escutar: todos querem falar e, mesmo que saibam ser mentiras, defendem suas afirmações como verdades absolutas. E assim caminha a sociedade brasileira. Eu só não sei em qual direção!
Temos nos tornado uma sociedade altamente segmentada, rotulada e intolerante às diferenças. Como guetos, parece que só queremos nos fazer acompanhar, na real ou no virtual, pelos nossos iguais. Esquerda, direita, e todas essas classificações infinitas que atualmente nos intitulamos, como que se fôssemos unicamente aquilo em todas as áreas de nossas vidas, variando apenas o gênero, o endereço, a profissão, a conta bancária, a idade, a cor e a textura da pele e do cabelo. Homem de esquerda, mulher de direita, homem cristão, mulher agnóstica... Em plena era da superinformação em tempo real nós, ao invés de nos libertarmos e ampliarmos nossas possibilidades ao infinito, preferimos a concha da mediocridade limitadora.
Viramos espécies de soldados, de robôs, padronizados... pelo menos a maioria das pessoas percebe o próximo – opa, o próximo não – o outro assim. E ninguém se dá o direito ao benefício da dúvida, do “não sei”, do “ainda não vi”. Parece que até as crianças já têm uma opinião formada sobre todos os assuntos que povoam a alma humana, mesmo que elas sequer tenham maturidade para refletir sobre aquele tema. Somos todos certezas. Mas como ninguém é assim, pois tudo muda a todo instante, somos grandes mentiras, que se pronunciam em alto e bom som, aos gritos, tentando serem percebidas como verdades. Uma verdade de fachada, de verniz, que não resiste a um impacto, mesmo que leve!
Estamos tão preocupados com tantas coisas, que esquecemos de nós mesmos, de cuidar de nossas vidas, no aspecto mais interior. Sim, ficamos por aí vociferando, bradando verdades, sem sequer saber quais são as nossas. E construindo inimizades, ao invés de parcerias. Ufa, desculpem se pareceu confuso, mas creio que era exatamente o que eu queria falar! Sobre isso não se comenta muito! #Pensa

 


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.