Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

#Orgulho

Artigos de Domingo - 26 de Março de 2017


26/03/2017 às 00:00

Na última quarta-feira, um atentado terrorista deixou cinco mortos e 40 feridos, nos arredores do parlamento britânico, em Londres. A autoria do ato foi assumida pelo Estado Islâmico e deixou os londrinos estarrecidos e enlutados. Ingleses são pessoas interessantes, formais, ao mesmo tempo cordiais, inclusive no uso da linguagem e no trato com o próximo. Eles se permitem rir deles mesmos e, sempre que lhes falta assunto, eles falam do tempo, mesmo que em Londres o clima seja quase sempre nublado, 80% do ano.

No dia seguinte ao atentado, as redes sociais, as estações de metro e as ruas de toda a Inglaterra estavam inundadas com a mensagem #WeAreNotAfraid, ou seja #NãoEstamosComMedo, numa clara reação à onda terrorista que tomou conta da Europa. Apesar de tudo, e este não foi o primeiro ato terrorista na capital inglesa, eles não se entregaram. Fizeram passeatas carregando faixas com a frase, mesmo que com isso se expusessem ao ódio dos seus algozes. Acreditam em suas instituições e, sobretudo, em suas capacidades de refazimento.

Se por lá o terror e a resistência e, consequentemente, o orgulho de ser inglês, foram o assunto da semana, por aqui a banda tocou outro ritmo. Dois quase-apagões que atingiram a cidade foram apenas a ponta de um iceberg de insatisfações que alimentamos diariamente – são tantos, que não dá nem para estabelecer um principal.

Mas o que mais me chamou atenção foram nossos comentários sobre Manaus ser a quarta melhor cidade para se viver no Brasil. A indicação surgiu de um levantamento anual realizado pela consultoria internacional Mercer, junto ao público estrangeiro, e classificou a capital amazonense como uma das 130 melhores cidades para se viver no mundo, na posição 127. Na lista também estão as brasileiras Brasília (109ª), Rio de Janeiro (118ª) e São Paulo (121ª).

Foram tantos comentários desairosos sobre a publicação da Mercer, feitos por nós mesmos, os manauaras, nascidos ou criados, que fiquei até em dúvida: sobrou alguma coisa para termos orgulho, ou para nos vangloriarmos? Há algo que preste por aqui? Talvez o que a gente sequer cogite é que temos muitos problemas, mas que as condições das demais cidades brasileiras talvez sejam bem piores!

Creio que precisamos fazer uma revisão em nossos conceitos sobre a cidade. Não sou do tipo nacionalista, muito pelo contrário – tenho a exata dimensão do perigo que esse sentimento significa. Mas sou obrigado a me perguntar: se o atentado terrorista de Londres fosse em Manaus, qual seria a nossa atitude no dia seguinte: estaríamos ostentando publicamente os dizeres #NãoEstamosComMedo, ou já estaríamos embarcando para outra cidade? #Pensa


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.