Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

A beleza da dor após as primeiras atividades físicas


24/03/2016 às 15:16

Sempre que perguntam o que deve ser mais difícil, adaptar à dieta ou à atividade física, muitos esperam ouvir que a alimentação é que vai me complicar, mas escolho crer que vai ser a atividade física. Vejam bem, nunca fui muito fã de praticar exercícios - apesar de ter me aventurado na natação, basquete, judô e tênis ao longo da infância e adolescência - e ter que correr ou subir escadas/ladeiras sempre foi meu arquiinimigo. Porém, com a maturidade de hoje e com o foco total no desafio Pronto Pra Casar, encarei tranquilo os primeiros testes de resistência e carga na Cia Athletica, onde irei treinar, e o primeiro dia no funcional. Mas não foi muito fácil não, ainda mais com as consequencias que anos e anos que uma vida desregrada me trouxeram.

O carioca Diego Pedroza, professor de educação física e gestor da musculação nas duas unidades que a Cia Athletica tem em Manaus (nos shoppings Manauara e Studio 5), é quem vai ficar colado em mim enquanto estiver na academia ao longo dos próximos cinco meses. No teste de resistência, ele analisou os pontos a serem trabalhados: melhorar a flexibilidade, reduzir a gordura visceral, ajustar a postura e alongar os ligamentos que estão atualmente encurtados, pelo peso, falta de exercícios, etc.

"Iniciamos o seu treino com foco no fortalecimento dos músculos, principalmente da região do tronco: abdômen, lombar e paravertebrais, além da musculatura profunda do abdômen", explicou o professor. "Isso melhora a flexibilidade de toda cadeia posterior. Isso, combinado com as aulas, irão auxiliar nesse fortalecimento e mobilidade das articulações. Para completar, a musculação", acrescentou, sem um pingo de dó na voz haha.

As aulas às quais o Diego se refere é o treino funcional (já sobrevivi a primeira, aliás), aula de abdominais e alongamento. Em algumas semanas, com uma resistência melhor, devo iniciar também no boxe e em outras atividades dentre as diversas possibilidades que a academia oferece (até dança de salão tem, devo me arriscar?).

O funcional é uma aula de condicionamento físico, com utilização de plataformas e equipamentos instáveis espalhados por um circuito: 30 segundos em cada local, onde trabalhamos com todo o corpo. Além do condicionamento, também proporciona equilíbrio e agilidade e preciso confessar que não era nem o pouco o que eu esperava - é bem melhor! O legal é que todos iniciam juntos, mas cada um pode ir no seu próprio ritmo, com acompanhamento do instrutor (no meu caso, o quase-xará Paulo Vitor), o que te força a realizar os exercícios da maneira e com a postura correta. No mais, a preocupação em intercalar musculação com atividades aeróbicas.

Até agora foram só dois dias de atividade física, mas o corpo já está sentido. E dói, ah como dói. Levantar, sentar, andar, contrair a barriga... O corpo ainda está se adaptando, mas é uma dor até que boa, que incentiva a buscar mais. E como venho dizendo, isso é só o começo: meu horário está preenchido com musculação e aulas de abdominal e alongamento na segundas, quartas e sextas e com o funcional nas terças e quintas-feiras. Quanto vocês apostam que vai demorar até eu reclamar de algo? :p


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.