Quinta-feira, 04 de Junho de 2020
tecnologia

App que monitora sintomas de covid-19 no AM está disponível em lojas digitais

Sasi irá monitorar cadastrados e facilita acesso em serviços de atendimento de saúde em linha direta com o Governo do AM. Atualização do app sobre covid-19 estará disponível na Apple Store e no Google Play amanhã (7)



applicativo_33AA6C61-84B5-470F-AB1D-18A3A6FB6D6D.JPG Foto: Marcelo Casall Junior
06/04/2020 às 14:49

Toshizo B Nakajima, Gerente de Relações Institucionais do Sasi anunciou nesta segunda-feira (6) a disponibilidade para download do aplicativo 'Sasi - Juntos no Combate ao Covid-19' nas plataformas digitais Apple Store e Google Play. A tecnologia é capaz de monitorar o estado de saúde dos cadastrados, além de realizar triagem com médicos de verdade por meio de mensagens e consulta instântanea. 

O modelo inaugura no país a corrida tecnológica para oferecer maiores dados sobre a pandamia que já devastou sistemas de saúde da França, Itália, e agora ameaça os Estados Unidos. Só nas últimas 24h o país norte-americano contabilizou 1.200 mortos por conta do vírus. O Amazonas segue com 532 casos confirmados; 19 mortes e 7 em investigação.

Disponível para todo cidadão, é necessário realizar um cadastro com informações simples sobre registro civil, estado civil, nome completo e outros detalhes de contato. O App possui três abas gerais, em uma delas é possível acessar médicos da Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (Susam), e, em caso de sintomas, relatar ao vivo para o profissional de saúde como eles são. 

Na Play Store, loja digital do Google, o app é definido como um "alerta e comunicação emergencial bi-direcional nas áreas de saúde, hospitalar, segurança, educação, ambiental entre outros, realizando a comunicação direta entre o cidadão e os órgãos públicos responsáveis, tornando o retorno e a ação mais rápida e eficaz".

O App já monitora passageiros que desembarcam no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, situado na Zona Oeste da capital, desde a última semana. 

"Aplicativo é do cidadão. É possível realizar o download em todas as plataformas móveis. Nele tem 2 grandes centros,: o da informação, com todas os dados oficiais do governo do AM tanto para saúde quanto para outras áreas", afirmou Nakajima durante transmissão ao vivo nesta segunda-feira (6).

"Por favor, fiquem em casa pelo bem da segurança. A Sasi agradece você", finaliza.



Tecnologia vital

A ferramenta vai ajudar a  identificar e orientar pessoas sintomáticas que precisam de atendimento numa unidade de saúde, sem que elas saiam de casa, diminuindo a circulação de pessoas dentro dos hospitais. As ferramentas também contribuirão para identificar os que precisam ser testados a fim de que recebam atendimento rapidamente.

“Nesse momento em que entramos na fase de transmissão comunitária, em que as pessoas precisam ficar em casa, em que somente os graves devem procurar o hospital, precisamos fazer esse filtro e isso pode ser feito com a tecnologia que já está disponível em empresas do Amazonas. Essa triagem irá fazer a diferença para que os danos sejam reduzidos e possamos salvar mais pessoas”, disse o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias.

Parceria

Um grupo  de empresas cedeu suas tecnologias ao Estado para o desenvolvimento do aplicativo. O Grupo Samel já está usando a solução do chatbot, que foi desenvolvido em parceria com a empresa Transire, e a colocou à disposição do Estado. Também está no projeto o grupo INN Tecnologias, que já vem atuando em parceria com o Governo do Estado na construção de soluções tecnológicas de enfrentamento ao novo coronavírus.

"Na nossa experiência com o chatbot, identificamos que a maioria dos pacientes terá sintomas leves ou não terá sintomas e podem ser atendidos por Telemedicina de casa”, disse um dos proprietários do Grupo Samel, Luiz Fernando Nicolau, durante a apresentação do aplicativo na Susam, semana passada.

O chatbot é um programa de computador que conversa com as pessoas como se fosse um ser humano, uma inteligência artificial. Na solução criada para o novo coronavírus, inicialmente ele vai permitir saber se a pessoa tem os sintomas da Covid-19, após ela responder a uma série de perguntas e, caso a resposta aponte para um possível caso positivo, um médico entra em contato usando o recurso de Telemedicina para orientar quanto aos procedimentos.

Público alvo – De acordo com a gerente de Centros de Especialidades Médicas (GCEM) da Susam, Mônica Marques, o público-alvo compreende as pessoas que estão com sintomas gripais e suspeita de Covid-19.

Na linha de frente desse atendimento, estarão os médicos dos Centros de Atenção Integral à Criança (Caics), Centros de Atenção à Melhor Idade (Caimis) e Policlínicas, onde os atendimentos foram suspensos e reduzidos, no caso das policlínicas. Pela manhã, os médicos receberam treinamento do intensivista da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Wagner William.

A oftalmologista Patrícia Cabrejos destacou a importância do atendimento médico durante a pandemia do novo coronavírus. “Nesse momento, todo mundo tem que se apoiar, se ajudar e sensibilizar a população, principalmente para os cuidados que tem de ter e a gente vai orientar essas pessoas”, disse.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.