Quarta-feira, 03 de Junho de 2020
Economia

COVID-19: veja como baixar o aplicativo e solicitar auxílio de R$ 600

Trabalhador deve receber auxílio emergencial em até 48 horas, de acordo com o Ministério da Economia. Precisam se registrar MEIs, autônomos e trabalhadores na informalidade que não estejam no CadÚnico ou no Bolsa Família



aplicativo-caixa-trabalhador_3419D406-D5DD-4420-8B09-1B24368EB0C0.jpg Foto: Reprodução /Internet
07/04/2020 às 08:07

A partir das 9h de hoje (7), cerca de 15 milhões a 20 milhões de trabalhadores informais não inscritos em programas sociais poderão baixar o aplicativo da Caixa Econômica Federal que permitirá o cadastramento para receberem a renda básica emergencial. 

O auxílio de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras - será pago por pelo menos três meses para compensar a perda de renda decorrente da pandemia de coronavírus. Download do aplicativo pode ser feito pelo Google Play ou Apple Store, e também pelo computador clicando aqui.



Deverão cadastrar-se trabalhadores autônomos não inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e que não pagam nenhuma contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Quem não sabe se está no CadÚnico pode conferir a situação ao digitar o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) no aplicativo.

Como fazer o cadastro

Para se realizar a solicitação do auxílio emergencial há duas formas:

Aplicativo

No celular, o aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial está disponível para o sistema Android, na Play Store, ou para iOS, na App Store. Basta ir na loja digital indicada no seu smartphone para acessar o App, aguardar a instalação e acessar. É preciso ter uma conexação com internet.

Após abrir o aplicativo, no fim da página, você seleciona "Realize sua solicitação". Ou "Acompanhe sua solicitação", se já tiver feito o cadastro.

Uma página vai abrir indicando quais são os requisitos mínimos de acesso no sistema.

Em seguida, uma mensagem de autorização pede para que você confirme ou negue os termos estabelecidos.

Após isso é só clicar em "tenho os requisitos, quero continuar".

Um campo em branco com pedido de informações para cadastro surge. Basta preencher os campos obrigatórios.

Site

O passo para cadastropor meio do site são semelhantes aos do aplicativo:

Primeiro, é preciso acessar o site do auxílio emergencial de R$ 600 da Caixa Econômica Federal, disponível clicando aqui.

No topo da página, você clica em "Realize sua solicitação". Caso já tenha feito isso, pode consultar o pedido em "Acompanhe sua solicitação".

Condições

Quem contribui para a Previdência como autônomo ou como microempreendedor individual (MEI) já teve o nome processado pela Caixa Econômica e está automaticamente apto a receber o benefício emergencial. Ontem (6) à noite, o ministro Onyx Lorenzoni disse que os primeiros benefícios começarão a ser pagos ainda hoje para quem está nos cadastros do governo.

Funcionamento

Quanto aos trabalhadores autônomos ainda não cadastrados, o pagamento será feito até 48 horas depois da conclusão do cadastro no aplicativo. O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos.

Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas. O próprio aplicativo, ao analisar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) , verificará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica.

Bolsa Família

O terceiro grupo é formado pelos beneficiários do Programa Bolsa Família, que não precisarão baixar o aplicativo. Segundo Lorenzoni, eles já estão inscritos na base de dados e poderão - entre os dias 16 e 30 - escolher se receberão o Bolsa Família ou a renda básica emergencial, optando pelo valor mais vantajoso.

O ministro da Cidadania lembrou que o benefício de março do Bolsa Família terminou de ser pago no último dia 30. Para ele, o pagamento do novo benefício a essas famílias antes do dia 16 complicaria o trabalho do governo federal, que ainda está consolidando a base de dados, de separar os grupos de beneficiários.

Outro aplicativo

Além da ferramenta para o cadastro de trabalhadores autônomos, a Caixa lançará um aplicativo exclusivo para o pagamento da renda básica emergencial. 

Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, esse segundo aplicativo funcionará de modo semelhante ao do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), permitindo escolher uma conta bancária para o recebimento ou optar pelo saque em casas lotéricas.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.