Segunda-feira, 30 de Março de 2020
RECUO

Bolsonaro recua e revoga trecho de MP que tiraria salários de trabalhadores

Após críticas à medida, o presidente utilizou sua conta pessoal no Twitter para anunciar fim do artigo que previa suspensão de contratos de trabalho por quatro meses



20200320090328_b49dce31ddfa25c08c94b8e31bf81d24e64061a9870ca005989b5a1e43194023_1F761C58-0FF0-4D47-888D-365962A3D3A5.jpeg Foto: Reprodução/Internet
23/03/2020 às 13:16

O presidente Jair Bolsonaro declarou, no início da tarde desta segunda-feira (23), que decidiu revogar o artigo 18 da Medida Provisória 927, que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até quatro meses sem salário para o trabalhador. A determinação do presidente veio após inúmeras críticas nas redes sociais durante toda a manhã de hoje, quando a MP foi divulgada também por meio da conta pessoal de Bolsonaro.

A MP faz parte das ações do Governo Federal para combater efeitos da pandemia de coronavírus sobre a economia.



Mais cedo, Jair Bolsonaro havia publicado que a medida resguardava ajuda possível para os empregados durante o período sem salário.

Apesar disso, o texto da MP foi bastante criticado, já que não apresentava qualquer tipo de ajuda expressa entre trabalhadores e empregados.

A MP 927, após assinada pelo presidente, já vale como Lei, no entanto, precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional dentro de 120 dias para que não perca validade. Os demais artigos não revogados por Bolsonaro continuam valendo e poderão ser analisados pelos parlamentares.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Tudo sobre o Coronavírus



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.