Terça-feira, 07 de Dezembro de 2021
ESTUDOS

Braga rebate ataques da 'capitã Cloroquina' à pesquisa feita no Amazonas

"Com que autoridade vossa senhoria fala sobre estudos científicos sobre medicamentos se a senhora não tem nenhum trabalho na sua carreira nessa área?", questionou Braga.



51202141552_888fb691b8_c_02F3282D-F08D-42E4-9379-97FAF954AAA6.jpg Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado
25/05/2021 às 15:49

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) criticou a postura da Secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, por ter atacado a pesquisa realizada no Amazonas, iniciada ainda em março de 2020, sobre o uso da cloroquina em pacientes com Covid-19.

Repetindo fake news e ataques disparados também pelo ex-chefe dela, Eduardo Pazuello, Mayra tentou atribuir à pesquisa a morte de 22 pessoas na cidade, o que foi rebatido pelo senador do Amazonas. "Com que autoridade vossa senhoria fala sobre estudos científicos sobre medicamentos se a senhora não tem nenhum trabalho na sua carreira nessa área?", questionou Braga.



A médica rebateu falando de sua experiência clínica e tentou, mais uma vez, defender o uso do medicamento que é comprovadamente ineficaz no combate à doença. "Não são drogas novas que precisem de grandes estudos. Não é preciso ser um cientista para entender isso", rebateu ela.

"A senhora foi ao meu Estado, mencionou estudo que foi feito no meu Estado, e esses cientistas sim têm vários trabalhos publicados. E esses trabalhos têm análise científica, com acompanhamento e publicação em revistas conhecidas nacional e internacionalmente", defendeu Braga, afirmando que ela não pode destratar um trabalho científico realizado dentro dos padrões exigidos.

O trabalho citado por Mayra foi conduzido pelo médico infectologista e pesquisador Marcus Lacerda, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas. A pesquisa foi investigada tanto pelo Conselho Federal de Medicina como pelo Ministério Público Federal e ambos concluíram que foram seguidos os princípios exigidos pelo Comitê de Ética em Pesquisa. 

O CloroCovid-19 reuniu dezenas de pesquisadores de instituições como Fundação de Medicina Tropical, UEA, USP e a Fiocruz. O estudo, que norteou diversas outras publicações internacionais sobre o tema, foi publicado no periódico Jama (Journal of the American Medical Association) e mostrou que pacientes graves com Covid-19 não devem usar doses altas de cloroquina.

News whatsapp image 2019 06 22 at 17.28.20 a187bead 9f3c 42a6 86d0 61eb3f792e97
Jornalista de A CRÍTICA
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.